terça-feira, 13 de outubro de 2009

Andreia: mercadoria com defeito, troca inviável. Favor permanecer na fila enquanto providenciamos o conserto.


Sei que tenho muitas falhas, mas algumas eu poderia evitar, aquelas adquiridas com o tempo...

Uma coisinha que me ajudaria muito hoje é se eu pudesse voltar, digamos, 15 anos no tempo, e pudesse enviar mensagens do eu de agora, alertando o eu do passado, para que alguns processos fossem menos dolorosos.

Essas mensagens teriam de vir num sonho que eu presumirei ser premonitório, provavelmente eu não me reconheceria, então seria um interrogatório:

1. Se você é meu eu de amanhã, 2009, (cara de incrédula) porque ainda estes óculos, eu não gosto de usá-los?
R: Sua miopia não vai parar aos 20 anos, vai aumentar cada vez mais, e em breve terá problemas com lentes de contato, chegará a ficar cega, mas não se preocupe, é uma questão de oxigênio básica, o mundo será cinza por 3 dias. Ah, e descobrirá que óculos são versáteis: podem te afirmar como intelectual, podem te proteger, e atrairão a atenção para seus olhos. Acredite, eles sempre serão belos.

2. E esta sua forma tão fora de forma? Desde quando abandonarei a academia, é tão bom 3 horas diárias de malhação...
R: Ah, querida (eu sei que querida nem sempre é bom), espera entrar na faculdade, suas prioridades mudarão radicalmente. Melhor que academia serão suas noites de festa, manterão sua forma por um tempo, mas o sedentarismo acabará te encontrando.

3. Sério, vou entrar na faculdade mesmo?! De cara? (só eu não acreditava nisso...) Que bom! Meus planos de família feliz se concretizarão, eu e o *** nos casaremos em breve... Por que você não disse logo, estou assim por causa dos filhos, né?
R: Entrar na faculdade vai ser moleza, aliás, passará por 3 vestibulares e será aprovada em todos, mas com anos de intervalos entre eles. Ah, paixão adolescente, caia na real! Que namorado aguenta o primeiro ano de arquitetura? Um professor vai te dizer isso, nas primeiras aulas, você e outras colegas acharão graça, mas todas ficarão solteiras, rapidinho.
Filhos? Está louca? Você mal pensará nisso. Um conselho: larga ele primeiro, vai ser melhor.

4. Não entendo, se nada será como eu planejei; o que é que você está fazendo por aqui?!
R: Te alertando! Você se acha adulta, mas não é. Enfrente tuas batalhas, mesmo as menores, com convicção. Não duvide de sua capacidade, irão testá-la inúmeras vezes, não se canse, não acredite mais nos outros do que em você mesma, seja confiante. E pare de achar que o mundo gira ao seu redor. Não se envolva tanto emocionalmente com carinhas pelos próximos 5 anos, tente ser menos passional (acredite, muitos deles não valerão uma lágrima tua). Enlouqueça na noite, mas evite porres, eles não te farão bem, vai ser perda de tempo. Ah, passe longe da tequila!!!

5. Bem capaz que serei assim! Sou perfeccionista, lembra? Não tem como dar errado.
R: O perfeccionismo vai te torturar! Saia já dessa onda! Agora! Aceite erros, de tudo e de todos, a sua vida poderá ser mais leve, menos complicada. Seja mais relax, tem uma chance de você não adoecer.

6. O quê? Vou ficar doente?
R: No meu hoje, você está. Mas já que eu quebrei algumas regras dos universos paralelos, talvez eu não exista na sua dimensão. Ah, outro conselho básico: evite dramas! Você fez tantos, que acabou numa novela mexicana da vida real. Deprimente, mesmo.

7. Eu me imaginava tão bem resolvida quando fosse velha. Que estraga prazeres você é! Fica no futuro, me esqueça! Minha vida vai dar errado por causa de ti! Bem que as runas me disseram que eu passarei por mudanças, mas os cristais me garantiram que seriam boas. Cai fora, JÁ!!!!
R: Acalme-se imediatamente! EU não sou velha, deixa esclarecer logo! Essa sua atitude intempestiva vai gerar uma ansiedade crônica. Você ainda pode mudar. E, acredite, essa sua adrenalina vai estragar teu organismo. Reflita e coloque para fora suas reflexões, muitas delas estarão corretas. E não esqueça: sejam runas, pêndulos, tarô ou euzinha aqui (sou do futuro, lembra?), uma vez sabendo o que poderá acontecer, você pode mudar. Não desperdice minhas dicas. Ops, regras de viagens entre universos paralelos, você me quer fora, terei de ir, até! E boa sorte!

8. Você não pode ir ainda, não perguntei nada que eu realmente quero saber...
TRIMMMMMM... despertador, 6:30, passar uniforme e ir para o colégio. Mas uma coisa você já aprendeu, e só por isso valeu a viagem, pense bem antes de falar...

Viagens no tempo, universos paralelos, podem existir, por que não? Tantas coisas foram consideradas bobagens no século passado, ou retrasado, e que hoje são uma realidade.

Talvez este texto sirva de meio de transporte, e eu tenha uma chance real de uma via mais plena. Claro que eu, nesta dimensão, não saberei. Mas o eu da outra dimensão? Como será que é? Ou melhor, em quantas dimensões eu existirei... Pelo menos, em teoria, na matemática, existem n dimensões possíveis... E na ficção, n+1.

Andreia se alimenta de ficção muitas vezes, e em muitas outras, prevê possibilidade de realidade dessas ficções, a matemática e a física deixam brechas para esta mente imaginativa.

2 comentários:

Dennia disse...

Muito boa essa sua crônica!
Me diverti muito e fiquei me imaginando aos 17 anos recebendo uma visitinha minha com 32... isso me pouparia tanta coisa... mas ao mesmo tempo, eu não teria aprendido tanto com meus "tombos"!
Bjos

Gisele Lins disse...

Adorei o post Déia, muito bom mesmo! Saudades...
Beijocas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...