quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Ideia Fixa

“Deus te livre, leitor, de uma ideia fixa; antes um argueiro, antes uma trave no olho.” (Machado de Assis, Memória Póstumas de Brás Cubas).

Realmente, a ideia fixa é um dos pensamentos mais irritantes que existem.

Irritante, dominadora, controladora! Atualmente não tenho apenas uma ideia fixa, mas umas três. Elas se alternam em minha mente.

Vem uma e fica pulando. Pensa que minha massa cinzenta é uma cama elástica... e assim fica, até cansar... Ideia Um resolve recuperar o fôlego, me animo! Por alguns segundos, sou inundada por uma correnteza de pensamentos. Pluralidade querida, enfim chegou!

Será?

Não, logo a exibida se destaca. Exibida e manipuladora, se sobressai, precisa se sobressair, massacra quaisquer oponentes que se atreverem a confrontá-la. É lógica e rápida. Praticamente invencível. É, de longe, a que permanece por mais tempo... Não é ela quem cansa, sou eu. Ideia Dois é tão intensa e desgastante que nem mesmo eu consigo acompanhá-la.

Vazio.

Mas o vazio mental é um estado pleno que eu, ser humano imperfeito, estou longe de alcançar. E a Três chega. A princípio, não passa de um zumbido, de orelha a orelha, vai-e-vem mental... Acelera um pouco, o circulo se define, mais um pouco e vira um carrossel... e continua, e gira, e me deixa tonta. Acelera mais e mais, a zonzeira me atinge. Vou apagar e sair pela tangente, mas a força centrípeta persiste e me mantém neste constante movimento circular. Incessante, nauseante, maçante... Formas se deformam... E a cama elástica aparece, assim como a Um.

E o ciclo das ideias continua.

Se uma ideia fixa atrapalha, imaginem 3! Que argueiro, que trave no olho!

Andreia escreve esporadicamente, sempre que suas amiguinhas ideias, nem tão queridas assim, a deixam.

Um comentário:

Damine disse...

Ninguém merece.
Eu agora estou com uma... uma mesa... uma mesa que não combina com nada.

Que argueiro!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...