domingo, 16 de setembro de 2012

Epitáfio

"[...] Devia ter arriscado mais e até errado mais... ter feito o que eu queria fazer [...]"
(Epitáfio - Titãs)







Cada vez que escuto essa música dos Titãs, me ponho a pensar na infinidade de momentos prazerosos que as pessoas simplesmente acabam deixando para trás...Há tantas coisas que gostariam de ter dito, tantas coisas que gostariam de ter feito e, no entanto, seguem vida afora como se tivessem mil vidas para viver, como se o tempo jamais fosse lhes escapar pelos dedos, como se todas as oportunidades pudessem, de alguma forma, retornar sempre...

Tenho uma curiosidade quase insana em saber o que as impele a essa falsa ilusão de que ser uma pessoa comedida é o caminho mais adequado para a suposta felicidade...

“Ah! Mas se eu for uma pessoa comedida sofrerei menos”, alguns poderão me dizer.

“Bem, sendo uma pessoa comedida evitarei muitos percalços e perigos da jornada”, outros afirmarão categoricamente.

E tantos outros blábláblás...

Ok, até pode ser que muitos sofrimentos, decepções e dores serão evitados... Até pode ser que supostos percalços e perigosos sejam, em certa medida, evitados... mas... e daí?

Ao mesmo tempo em que evitam supostos sofrimentos, deixam de vivenciar muitas emoções, ao mesmo tempo em que sentem essa falsa segurança, vão deixando a vida se esvair.

E, curiosamente, essas mesmas pessoas que passaram a vida toda “pisando em ovos” e evitando arroubos, são as mesmas que, ao ouvir essa canção, ficam com os olhos cheios d’água e um semblante melancólico...


Déia escreve aos domingos e segue mergulhando de cabeça em tudo o que a vida oferece...

3 comentários:

Tahti disse...

Gostei muito do blog. Ainda não tenho 30, mas sei que num piscar de olhos ele está aqui juntinho comigo. Parabéns pelo blog.

tatilaflorentino.blogspot.com.br

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Lindo!!!!!


Beijos


Selma

Gabriela Lima disse...

Me identifiquei super, pois costumo mergulhar nas coisas e sem capacete! rs.
Seu texto me fez lembrar de outra música:
"Como dizia o poeta
Quem já passou por essa vida e não viveu
Pode ser mais, mas sabe menos do que eu
Porque a vida só se dá pra quem se deu
Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu
(...)
Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair
Pra que somar se a gente pode dividir
Eu francamente já não quero nem saber
De quem não vai porque tem medo de sofrer
Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão
Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não."(Vinícius de Moraes)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...