terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Resoluções de Ano Novo e o dedão

Todo ano é aquela coisa: a gente faz um balanço do que fez e não fez durante o ano, pesa o que foi bom, levanta o que pode ser aprendido com os erros. E faz uma lista de proposições para o próximo ano.
Atire a primeira calcinha amarela quem nunca fez uma lista de proposições para o ano novo! E digo mais, aposto que a maioria das listas contém pelos menos umas dessas promessas:
- emagrecer
- se exercitar
- guardar dinheiro
- viajar
- aprender uma língua estrangeira
Acertei? Não vou julgar ninguém, a minha tem essas coisas também. Mas além dessas, eu tenho pensado há um tempo em uma forma de melhorar o foco, aliviar a ansiedade, dormir melhor (vou fazer um post sobre isso). E comecei a ler e a tentar aprender mais sobre isso: conversei com pessoas que sacam muito sobre o assunto, conversei com pessoas que sofrem das mesmas coisas e tomam remédio, li blogs, textos e livros sobre o assunto. 

Na viagem de volta para casa, encarei um busão por 7 horas me sentindo super tranquila, um espírito evoluído: quando estiver comendo, coma. Quando estiver bebendo, beba. Quando estiver viajando num ônibus lotado num dia tri quente, viaje num ônibus lotado num dia tri quente.
Eu eu o Universo somos um só; todas as pessoas são um só. Compaixão. Empatia. Sorriso leve no rosto. Eu estava pronta. A viagem ia ser um sucesso! A vida ia ser um sucesso!
Até que a mulher sentada atrás de mim colocou o PÉ em cima do apoio de braço da MINHA poltrona! 
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! 
Como assim?!
E daí eu vi o ridículo, e a falta de profundidade do que eu sentia... uma coisa simples como um pé! Um pé de uma pessoa! Que nem me incomodava, nem me encostava! Nada! Só isso, um dedão perto de mim já me tirou do falso nirvana. Fiquei até envergonhada. Fiz as pazes com o dedão, e com as pessoas conversando no ônibus. Com o calor, com as horas de viagem, com o cheiro de salgadinho. - Quando estiver viajando, viaje. -  Li bastante, cochilei, olhei a paisagem da qual eu já estava saudosa. E sigo alerta, uma coisa por vez. Um dedão por vez.


Renata é viciada em listas, então nem é necessário comentar que há muitas outras promessas na lista. E você? Tem alguma?

3 comentários:

Vanessa disse...

Olá.
Eu tenho um sério problema de ansiedade, tive uma crise de pânico há um ano atrás e ainda estou tomando medicamentos para controlá-la. Desde então o meu foco tem sido me controlar. Muitas vezes me vejo em situações como esta que você passou, sei que sou um pouco intolerante, mas, tento me controlar, não é fácil. Porém estou conseguindo e seguindo em frente. Bjoks

Renata Pereira disse...

Acho que é bem assim, Vanessa. Um passo por vez, um dedão por vez, sempre. A gente tem que ficar alerta e ir aprendendo!
Boa sorte!

Mariana Penna disse...

Tenho visto mesmo muita gente que não tem sorte em viagens de ônibus!!

Tenha um lindo 2014!

Um beijo!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...