quarta-feira, 28 de abril de 2010

“Comida di Buteco”: A Salvação do Jiló!


O jiló finalmente tem salvação, e não vai mais sobrar na janta. Pelo menos não na janta dos mineiros. É o Festival “Comida di Buteco”, que acontece todo ano em Belo Horizonte, entre os meses de abril de maio. Esse festival ocorre em outros municípios de Minas, e também em outros estados, em períodos diferentes. E, a cada ano, cada bar que participa do festival precisa criar um tira-gosto com um ingrediente definido pela comissão organizadora do evento. Este ano cada prato deveria ter jiló na receita.


Assim, há bares com pratos com carne, lingüiça recheada com jiló, fritas de jiló, jiló recheado, etc. Tenho ido a alguns bares, e me encantado com o que tem feito com o jiló. Ele não está com aquele gosto ruim, ou seja, gosto de jiló. Está com sabor suave, gostoso mesmo. A criatividade nos pratos deste ano está enorme, e tudo para agradar ao público, que é exigente e vota, elegendo o melhor bar do Festival.


É um grande desafio fazer o jiló ficar agradável. Eu nunca gostei, e, muita gente que conheço o detesta. Não creio que seja injustiça, pois o gosto do tal jiló é realmente ruim. Mas que os cozinheiros dos bares participantes estão se esforçando para torná-lo apreciável, ah, isso estão!


Enfim, é um festival que vale a pena divulgar, e que está cada vez mais gostoso. Além disso, não deixar o jiló sobrar na janta é uma novidade que vai mudar o ditado popular, pelo menos em Belo Horizonte.


Tania não gosta de jiló, mas tem experimentado no festival “Comida di Buteco”, e tem gostado muito!

Um comentário:

*** disse...

Sou sua seguidora e fã. Sempre que posso, dou um vôo aqui. Parabéns pelo seu blog. Dá uma passadinha lá no meu cantinho e siga-me os bons! Bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...