domingo, 4 de dezembro de 2011

Não pouse seus olhos sobre mim...

Não pouse seus olhos sobre mim assim tão profundamente
Há segredos escondidos no fundo dos meus olhos que não devem ser revelados...

Não pouse seus olhos sobre mim assim tão insistentemente
Há regiões em mim que são secretas e cuja chave de entrada estão perdidas...

Não pouse seus olhos sobre mim tão docemente
Há barreiras internas que, apesar da resistência, podem romper-se com a doçura...

Não pouse seus olhos sobre mim tão preguiçosamente
Há uma criança assustada com receio de se machucar...

Não pouse seus olhos em mim tão desafiadoramente
Há em mim também uma mulher corajosa, que enfrenta seus medos e adora desafios...

Não pouse seus olhos sobre mim tão languidamente
Se não puder aplacar meu vulcão...

Déia escreve aos domingos e fica encantada com a diversidade de mensagens transmitidas por um único olhar...

4 comentários:

Pérola disse...

Texto doce! Adorei!
Aliás o blog é lindo!
beijão

Natália Maria disse...

Olá!
Achei o blog por acaso e adorei!
Vou passar sempre por aqui!
Até breve...

Loloh disse...

Adorei!!!

Andréia B. Borba disse...

Olá Pérola, Natália e Loloh!
Fico muito feliz que tenham gostado!
Sintam-se em casa aqui no blog!
Um beijo!
Déia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...