domingo, 22 de janeiro de 2012

Sons da noite na cidade

"Na madrugada silenciosa
ouço passos ao longe
gritos de pavor
soluços de desespero
gargalhadas de insanidade
um estampido surdo...
e um cheiro fétido
se espalhando pelo ar..."
(escrito por mim em novembro de 2005)

Déia escreve aos domingos e hoje acordou sentindo-se um tanto quanto macabra...

4 comentários:

O Guri disse...

Odeio o silêncio de coisa errada que paira na madrugada, lembra meu medo do escuro...

Andréia B. Borba disse...

Realmente, Guri, é um silência quase que ensurdecedor, não é mesmo?
Abraços, Déia

Anderson Reche disse...

Essa leitura me trouxe o mesmo ar de mistério e magia que as músicas do Pink Floyd trazem em suas letras.Perfeito!

Andréia B. Borba disse...

Minha nossa, Anderson!
Uma comparação desse calibre quase me mata de orgulho, viu?
Obrigada querido!

Saudades! Como está a vida aí do outro lado do mundo? :)
Bjs!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...