terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Ditados


Na minha terra se costuma dizer: a pessoa sai da colônia, mas a colônia não sai da pessoa. Como muitos ditados, esse é super verdadeiro. Exemplo: vim a BH a trabalho. Cheguei no hotel, e me deram o quarto 1106. Subi ao décimo primeiro andar, e vi os quartos 1101, 1102, 1103 e 1104. E só. Contei de novo, como se pudesse ter contado errado...
Voltei à recepção, que estava cheia de gente, e fiquei com vergonha de dizer: não achei meu quarto! Então optei por: você poderia confirmar o número do meu quarto?
Claro, disse a moça, 1106. 
Cri cri cri...deve ter ficado na minha cara a questão!
Então ela disse: a senhora pegou o elevador para os quartos com final de 5 a 10, certo?
Errado. Óbvio que não! E eu ia ler aquela mini plaquinha? E ia saber que ao invés de pegar o elevador logo em frente, eu teria que dobrar à esquerda, direita e voilá: elevador certo!

Renata saiu da colônia, mas a colônia não saiu dela.

3 comentários:

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi Renata!

Seus post sao ótimas!

Beijos

Selma

Renata disse...

Obrigada, Selma! Minha vida tem bons roteiristas, eu acho!
Leia sempre!
Bj!
Renata

Tania disse...

Adorei! E já passei por isso. Aliás, a Faculdade de Letras da UFMG tem uma numeração de salas meio caótica pra quem não conhece, e já me confundi muito ali. Rs...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...