sábado, 23 de fevereiro de 2013

Cinquenta tons de rosa

Ganhei no Natal, de Amigo Oculto (mas acho que foi de Inimigo Declarado) o livro “Cinquenta Tons de Cinza”, de E. L. James. E, pra piorar, a pessoa que me deu o livro, ficava sempre me perguntando se eu já o tinha lido, se estava gostando, etc. E dizia que ela adorou, e que eu iria adorar! Aí tive que ler o tal livro. Não gostei. E me desculpem as pessoas que gostaram do livro, que sei que são muitas, pois andei perguntando para outras amigas, que também o leram, e algumas leram toda trilogia, e adoraram! Mas eu não gostei mesmo! 

Acho que está mais para “50 tons de rosa”! Sim, porque o livro é um romance, não é erótico, é infantilizado, e quem tem problemas é a Anastasia (Que poderia se chamar Anestesia, alter-ego da autora), que quer mudar o Christian Grey, que é o “Cara” da música do Roberto Carlos, que, por acaso não existe! Ah, e o “Cara” da música é um controlador, possessivo, que ninguém iria aguentar conviver. Afinal, “o cara que pensa em você toda hora, que conta os segundos se você demora...”, ninguém merece. Vê se eu vou suportar um chiclete desses, me dizendo que me atrasei para o encontro?!?!?! Ah, não dá.... 

E a mulherada achando que esse conto de fadas, parecendo novela de televisão, em que as pessoas sofrem, e no final (dos três livros), provavelmente serão felizes para sempre, isso é lindo, e erótico?!?! Nesses “50 tons de rosa” eu vejo uma mulher que se porta como pré-adolescente, que acha que o estilo de vida do cara é uma doença, e quer mudá-lo de todo jeito. E o pior, ela consegue!!!!!! Acho que então sou eu quem não sabe o que é erótico e sensual. Com toda sinceridade, prefiro, até porque gosto mesmo deles, livros de Jorge Amado e de Nelson Rodrigues. 

Eu, com meus cinquenta tons mais ácidos, achei o livro cansativo, chato, e as cenas de sexo são descritivas demais, ao extremo. Isso não é sensualidade, nem erotismo. E ainda podem confundir a cabeça de muita mulher que acredita que relação dominador-submissa é isso. Isso é romance, e não bem escrito. E não vou ler os outros dois livros. 

Francamente, e a gente ainda fala mal dos livros de Paulo Coelho! Sei que são literaturas diferentes, e nenhuma delas é realmente bem escrita, pois o intuito é vender muito, e não escrever bem. Entretanto, pelo menos Paulo Coelho não se propõe a escrever uma coisa e faz outra. Além disso, infelizmente, o brasileiro tem mania de exaltar o estrangeiro, e falar mal do que vem da nossa terra. Best-seller por Best-seller, prefiro “O Monte Cinco”! 






Mini-resumo: Tania se preocupa com essa indústria cultural, que inventa modas, e não se preocupa com o mínimo de qualidade.



5 comentários:

Angel disse...

Oi Tânia! Eu não tenho vontade alguma de ler esse livro. Acho que deve ser muito chato mesmo e muito fantasioso. Já enjoei só de ouvir os comentários no trabalho. bjo!

andreia disse...

Tania,

Tive uma impressão bem parecida.
Comprei o livro ano passado, qdo só se falava nisso.

Não achei erótico, nem pornô, nem nada disso que a mídia falava.

Para mim, foram 50 tons de indiferença e frustrações (esperava mais, bem mais...)

Achei um romance simples, tipo aqueles de banca de jornal.

E, certamente, o cara do Roberto ninguém quer! ;)

bj

Renata disse...

Eu ouvi vários comentários sobre o livro, impressionante o que propaganda e mídia podem fazer!! Mas quando soube que a origem dessa trilogia foi um fan-fic de Crepúsculo (sic) desisti de vez de tentar ler... Por outro lado, acho que essa onda toda dos tons mostra o mercado que há para o tal mommy-porn, e penso que logo virão outros livros com a mesma proposta. Espero que de qualidade melhor! =)

Eu não tenho conserto disse...

Oi Tânia.
Olha, eu nem li nem vou ler. AS coisas que ouvi a respeito não me agradaram e ao folhear o tal livro li alguns trechos que realmente não me chamaram a atenção.
Vi um vídeo no youtube, de um tal Felipe Neto que eu lembro de ter visto na tv, mas nem lembro o canal... ele fala do tal livro e eu ri de mais. Não sei se vai te agradar, mas se tiver curiosidade, coloque no youtube "50 tons de cinza - não faz sentido" e ele aparecerá.
Bjoksssssss

Anônimo disse...

Eu li, pq sou viciada em ler até bula de remedio e ganhei a trilogia de amigo oculto...é mto romance sim, totalmente diferente da proposta...e até as "cenas" pseudo-eroticas são cansativas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...