sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Uma Tarde no Minas Trend

Não é segredo pra ninguém que eu amo moda, né? Fico até pensando em trocar meu perfil de tablado e tribuna pra backstage. Óbvio. Não seriam passarelas do alto do meu 1,64m e do peso impublicável. Ficava assistindo flashes do Rio Summer, SPFW e Minas Trend pela TV e me imaginando na primeira fila e depois com cartão de crédito em punho pelas melhores lojas da cidade!! Ah, que sonho!!

E não é que hoje eu fui parar no Minas Trend? Pois é, e era pra eu ter ido em vários. Quem não se comunica, se estrumbica. O evento é da Fiemg e a trouxa aqui tem vários amigos na Fiemg e nunca havia me ocorrido que eles poderiam me arrumar algum trabalho de apoio na produção. Consegui melhor: um crachá de convidado e com a simplicidade daqueles que podem. “Estou com três convidadas, faz o crachá delas, por favor, meu bem? É Clarisse, Laeticia e Thacia. Brigadinha!”

E lá estava eu numa filinha básica pra ganhar um brinde, enquando a Thacia ganhava uma make up, quando alguém me chama. Genteeeeeeeeeee, era um cara da produção, justamente o responsável por nos garantir os tais crachás de convidadas: Pelé!! Meu amigo de infância!!! Siiiim, aquele mesmo que dançou quadrilha comigo no Dó-Ré-Mi e no George Chalmers, que dançou comigo em festinhas americanas, que arquitetou comigo a guerra de jaboticabas no especial que nos levava ao Instituto Alcinda Fernandes e que nos rendeu suspensão de uma semana! Que mundo pequeno!!

Hora do desfile, eu lá toda empolgada, com cara de freqüentadora assídua de desfiles de moda. Primeiro desfile: Apartamento 03. Gente, fala sério! Vocês têm que conhecer esta grife. Lindo, lindo! Nossa, amei de paixão. E nunca tinha ouvido falar. A-do-rei. Não me perguntem o preço porque não faço idéia. Esta não tinha stand. Segundo desfile era de acessórios. Não me lembro do nome porque não gostei de absolutamente nada. Terceiro desfile: Frutos do Mar. Biquinis. Cá entre nós, amigas. Vai tomar banho a gente (refiro-me a mim mesma quando digo a gente) não ter aquele corpitcho pra usar biquínis tão desbundantemente belos!!! E tinha duas modelos lá que acho que tinham que pedir licença pra serem deslumbrantes daquele jeito. Evidentemente, uma abriu e a outra fechou o desfile. A primeira era clarinha, mas não era branca cor de parede de hospital não. Tinha a pele firme. Era beeeeem magra, como são as modelo, mas tinha bundinha e peito. Não é o tipo de mulher que deve ouvir “gostooooosa” na rua, mas era chiquérrima!!! A outra era negra, elegante, a cintura da cidadã era uma falta de respeito, o que fazia com que a bunda também o fosse. A impressão que eu tinha é que se eu desse um tapa na bunda dela, não ia nem mexer, de tão dura. Affe, acho que tem dias que Deus está com preguiça e fala: toma, minha filha, hoje não vou dividir nada, toma tudo pra você mesmo!!! Sucesso, o desfile foi um sucesso. Aplausos de pé. A pergunta que não quer calar: aplausos de pé pras duas modelos ou pros biquínis? Dúvida crudelíssima rsrs

Hora de rodar os stands. Gente, quase morri!! Todos os mostruários de sapatos são literalmente meu número: 35!! O representante da Dilly muito gentilmente, diante da minha avidez pelos sapatos e do meu pedido para ter aqueles belíssimos exemplares de obras de arte nos meus lindos (modéstia às favas) pezinhos naquele exato minuto, me deu o cartão dele e pegou o meu e ESPERO que ele me ligue pra me vender o mostruário dele OU FAREI A VIDA DELE VIRAR UMA VERDADEIRA TORMENTA!!! Quase a Glenn Close em Atração Fatal.

As bolsas da Margot quase me enlouqueceram. Só não perdi a compostura porque tive a grata notícia de que o mostruário também é vendido quando vem a nova coleção!!! Dá o seu cartão aqui, moça, que vamos fazer negócio no futuro!!

Mais um passo e dou de cara com quem? Mabel!!! Olha que coisa. A vida, gente, não tem coincidência! Tem encontros! Quem é a diva das divas? Chanel, always Chanel. Chanel rima com Mabel!E Mabel é quase tudo na vida do ser. Quase porque tudo, só Chanel. E minha amiga Hélida estava lá no stand e me mostrou em primeiríssima mão a nova coleção da Mabel Magalhães. Choquei. Tudo lindo, deslumbrante. Mabel, né, gente?

Vou ser sincera com vocês. Determinadas situações, tipo uma ida ao Minas Trend, me colocam em um dilema muito, muito cruel. O que será pior: ser pobre de bom gosto, ou ser pobre de mau gosto? Eis a questão!!

Laeticia está com urticária de curiosidade pra saber o que tinha naquela caixinha que a Luz da Lua estava dando de presente pros convidados VIPS (aqueles do curral – paga língua) na primeira fila do desfile.

4 comentários:

Silvia disse...

Claro que a louca aqui está pesquisando todos os sites das marcas que vc comentou pra dar uma olhada né!!!

Beijos, Silvia.

S disse...

Eu não entendo nada de moda e encontrei seu blog meio ao acaso. Mas de fato fiquei curiosa em conhecer as marcas e as bolsas que te deixaram louca.
E sobre a questão que você colocou, posso te afirmar com toda certeza que é mil vezes melhor ser ter bom gosto e educação independentemente da classe social. =)
A pobreza só vai limitar um pouco as nossas possibilidades... Infelizmente!
Beijos e gostei daqui!

Carla disse...

Amiga,

não acredito que vc nem lembrou de me levar, ia ser minha despedidaaa! Fico imaginando vc e a Thacia lá, com certeza arrasaram.

Mas vamos combinar de vc ficar lá em casa para irmos aos desfiles de lá, SPFW, viu?

Ah, a Dy passou até mal de tanto rir do seu texto, virou leitora assídua.

Beijos e saudades

sala do apartamento disse...

Quem bom que gostou, ficamos felizes com os comentários, no próximo evento faça contato, e vamos te enviar os convites para nosso desfile...
Bjs e obrigado,
Luiz Claudio/apartamento03
www.apartamento03.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...