domingo, 23 de janeiro de 2011

Da "terrível dificuldade" em fazer a barba todos os dias...

Se tem uma coisa que me deixa indignada, é ouvir um homem reclamar por ter que fazer a barba todos os dias!
Meu Deus! Qual é o drama em usar um barbeador elétrico ou passar uma lâmina de barbear no rosto???
Queridos homens-que-reclamam-por-ter-que-fazer-a-barba, vocês prefeririam depilar o rosto com cera quente?
Não??? Mas por quê??? Assim vocês ficariam livres de ter que, todos os dias, dispender 10 preciosos minutos para encher o rosto de espuma e nele passar uma lâmina...
Claro que há alguns poucos homens que, de fato, depilam o rosto com cera (pelo menos é as depiladoras dizem...). Bem, preciso dizer que nutro um profundo respeito por eles, mesmo sem conhecê-los...
Gostaria de fazer um convite aos homens que, por ventura, estiverem lendo isso. Convido-os a um pequeno “exercício imaginativo”. Pode ser?
Imaginem, por alguns instantes, que vocês são mulheres, ok? E que vocês precisam se submeter, no mínimo, uma vez por mês a uma sessão de depilação com cera quente.
Agora, meninos, imaginem a seguinte situação:
Você chega na depiladora e ela já lhe aguarda com aquele olhar sádico, com um sorrisinho sacana no rosto e com a típica mentira (contada por todas): “Relaxa, querida. Não vai doer quase nada...”
Bem, como se só isso já não fosse o bastante para lhe deixar com os nervos à flor da pele, a depiladora pede que você tire toda a roupa (sim, é isso mesmo que acontece se você vai fazer o “serviço completo”, ou seja, depilar buço, axila, virilhas e pernas), que deite na maca e que faça alguns contorcionismos dignos de uma artista circense. Você, é claro, obedece e fica em posições que são, no mínimo, ridículas, pois ela precisa “pegar os pelinhos que estão mais escondidos”...
A depiladora, então, besunta sua pele com aquela cera horrível que, na maioria das vezes é quente demais. Você começa a suar frio, mas tenta controlar a respiração para se acalmar e suportar a dor.
Mas eis que, de repente, antes de “começar o serviço”, a danada da mulher lhe faz uma pergunta qualquer (que, obviamente, você não pode responder somente com um “sim” ou “não”) e quando você está no meio da resposta, ela dá aquele puxão na cera!
E, logicamente, você aguenta calada, ou, no máximo, com um gemidinho sufocado (apesar de ter vontade de gritar de dor e de dar um cruzado de direita bem no meio da cara dela).
Aí ela olha para o local de onde quase arrancou sua pele, e diz: “Vou passar mais um pouquinho de cera porque tem alguns danadinhos que ainda não saíram...”
E (pasmem, homens-que-reclamam-por-ter-que-fazer-a-barba) isso se repete em todas as partes a serem depiladas...
Quando, quase uma hora depois, ela finalmente dá o último puxão, e você respira toda dolorida aliviada, achando a que a sessão de tortura terminou, eis que ela aparece com uma pinça para “retirar os pelinhos mais teimosos”.
Socorro!
...
Ok, agora que o “exercício imaginativo” terminou, eu pergunto a vocês: Por que diabos vocês reclamam tanto para cortar meia dúzia de pelos do rosto???

Déia escreve aos domingos e detesta depiladoras sádicas e homens reclamões.

7 comentários:

Angel disse...

Déia, vc já depilou com linha? Eu faço buço com linha, é uma técnica que (dizem) evita a flacidez. Então...são lágrimas todas as vezes, invariavelmente. Só que não é dor no significado puro da palavra, é uma aflição que sobe pelo nariz e gera aquele choro mudo. Acho que os homens-que-reclamam-por-ter-que-fazer-a-barba deveriam aderir a isso também. bjos!

Andréia B. Borba disse...

Oi Angel tudo bem?
Olha nunca experimentei essa depilação à linha...Vou ver onde fazem aqui na minha cidade. Adorei a dica!!! Obrigada!
E, sim, concordo que eles deveriam aderir a isso... Hehehehehe!
Bjs! Déia

Anônimo disse...

Déia, adoro seus posts, mas devo confessar q n entendi muito bem qual foi o objetivo deste post de hje...achei meio nada a ver...kkkk mas, tudo bem, n eh todo dia q se acorda inspirada...

Andréia B. Borba disse...

Oi Anônimo td bem?
Fico feliz que vc aprecie meus posts. Obrigada!
Sabe, não há um "objetivo específico" quando escrevo meus posts...
Geralmente escrevo sobre aquilo que me agrada ou incomoda, sobre aquilo que vivenciei e sobre as impressões que essas vivências me causaram...
E, sobre o post de hoje, é o seguinte:
Já escutei tantos homens reclamando da tal "dificuldade" em fazer a barba todos os dias, reclamando que é um tempo perdido etc etc etc, que resolvi expressar minha indignação com essa reclamaçãozinha boba, demonstrando que, caso fossem mulheres e tivessem que passar por uma sessão completa de depilação com cera, aí sim iriam ter muitos motivos para reclamar...
Entendeu?
Abraços,
Déia

Carla disse...

Adorei o post Déia.
Como sempre, já sei quando o texto é seu desde o início.

Os homens não sabem a metade da dor que é ser mulher,rs.

Eles são muito chorões isso sim.

beijos

Andréia B. Borba disse...

Oi Carla! Eu estava sentindo sua falta, sabia? :-)
Concordo com vc. Os homens são mesmo chorões. Uma dorzinha de cabeça, para a maior parte deles, é o fim do mundo! Hehehehe!
Bjs querida!
Déia

ProtoFuturo disse...

Interessante reflexão, embora seja uma visão muito reducionista da coisa. Mulheres geralmente pensam que sabem melhor de dor (inclusive a existencial) do que os homens porque partem de premissas falaciosas. Muito preocupadas em "serem entendidas", dispendem quase nenhum tempo para entender o nosso universo.
Ps: já depilei meu rosto com cera. Forte abraço!
protofuturo.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...