terça-feira, 1 de novembro de 2011

Exercício

Vou propor um exercício para os leitores. Não é demorado, não exige nenhum material específico nem habilidades complexas.

Não vai mudar a sua rotina. Exige um pouco de desprendimento e é só.

Consiste em sair de si por uns instantes. De uma forma muito simples.

Você pode realizá-lo quando estiver andando na rua, numa fila, na sala de espera. Em qualquer lugar onde haja pessoas que você não conhece e nunca viu. Se as verá novamente é indiferente.

Ao invés de esconder-se atrás de uma revista, do celular, da sua agenda, experimente olhar as pessoas.

O que vestem, o que fazem, a expressão que elas têm no rosto e no corpo. Sim, porque o corpo fala muito, para quem sabe ler.

Pense que cada uma dessas pessoas que você está observando tem uma história, um drama, uma grande alegria, uma grande preocupação. Cada uma delas é uma colcha de retalhos única, construída em anos de boas a más escolhas. Cada uma delas é um universo.

Quando você se der conta de como as outras pessoas são tão complexas e importantes quanto você, terá uma sensação de desprendimento. É um choque, mas um grande amadurecimento.

Você vai poder sair do foco para dar lugar a outros protagonistas ao menos por alguns instantes. Vai achar mais fácil e natural respeitar as pessoas. Tentar se colocar no lugar delas e ver sob sua ótica.

Renata recomenda esse exercício a todas as pessoas. Ela mesma pratica e vai continuar, pois humildade também se exercita.

3 comentários:

H. disse...

Isto segundo o método intuito dedutivo de Sherlock Holmes. Boa Tarefa a todos. Parabéns Renata!

Nana disse...

Muito bom mesmo. Eu adoro observar as pessoas tb.
Voltei de férias cheia de novis. Bjs e fik c Deus.

M.Olive disse...

Excelente rê!
eu faço isso sempre que me encontro em uma sala de espera =)

bjo grande!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...