sexta-feira, 22 de agosto de 2014

O lado bom de errar

Intuição de mãe não falha. Falha. Sou a prova disto. Desde que descobri minha gravidez tinha uma certa intuição a respeito do sexo do meu bebê. Não falei pra muitas pessoas, mas algumas pessoas sabem disto. E ontem fiz uma ecografia e (finalmente! Como demora pra chegar este dia) descobrimos o sexo da nossa joia preciosa! É uma MENINAAAAAAAA!!

Meu amor, saiba que a mamãe errou sim! A vida toda desejei ter uma menina pra encher de lacinhos, maquiar, fazer trança, colocar roupas frufruzentas. Mas quando me descobri grávida, talvez pra não criar nenhum tipo de expectativa, imaginei: é um menino. E sabe o que de bom aconteceu com tudo isso? Aprendi, silenciosamente, a ser mãe de menino. Imaginei mil vezes os diálogos que teria com ele, nossos jogos de futebol e lutinhas no tapete da sala. Imaginei como seriam nossas conversas sobre o amor, sobre a vida, sobre integridade, sobre respeitar as mulheres e não tratá-las como objetos. Decidi que iria aprender (na marra!) a gostar de azul e que montar um quarto de menino poderia ser tão encantador quanto montar um de menina.

Todo mundo sempre me disse “tu tem cara de mãe de menina”. É, eu tenho sim! Mas o dia em que Deus resolver me presentear com um menininho lindo, terei aprendido como ser mãe dele, e terei aprendido com você filha! Tu nem veio ao mundo ainda e já me ensinou uma grande lição, e eu só posso te amar a cada dia mais e mais.

Aprendi a ser mãe de menino. Já nasci sabendo ser mãe de menina. Imagino agora como será a nossa relação, minha princesa. Unhas pintadas, maquiagem, meus sapatos desfilando em pezinhos minúsculos, meus colares num pescocinho infantil, pulseiras espalhadas pela casa. Conversas sobre coisinhas de mulheres, dieta, primeiro amor. Nós duas falando mal dos homens (tá, a gente tem que se divertir também né?). Filmes de comédia romântica, contando juntas as calorias de um saco de pipocas. Sei que nossa vida cor de rosa não será sempre um mar de rosas, mas ela será doce e teremos muita paciência uma com a outra. Quero que você possa se espelhar em mim, confiar em mim em todos os dias da sua vida. Que sinta vontade de me contar teus segredos, que queira me ouvir. Que nossos olhos brilhem ao olharmos uma para a outra.

Eu te amo filha! Obrigada por me mostrar que “errar” pode ser, às vezes, tão doce!


Andri escreve às sextas-feiras e não poderia estar mais feliz do que está agora.

5 comentários:

Meri Coelli disse...

Parabens querida, sera tso fantastica quanto e a mae(que papai nao leia isso),FELICiDADES!!!! E tudo que desejo pra vcs. Bjs

Guilherme Schaab disse...

Lindo Andri,parabéns!!!

Andréia Borba Chies disse...

Andri! Que legal! Meus parabéns! Eu realmente acreditava que seria uma menina... :)

Nana disse...

Que texto lindo! Tenho 3 amigas grávidas no momento e tenho que mostrar para elas!
Bj e fk c Deus.
Nana
http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br/

Homem, Homossexual e Pai disse...

que legal! parabens! ser pai, ou mãe, de menina eh "tudo di bão"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...