domingo, 27 de abril de 2014

Pessoas Perfeitas (?)


Você já se deu conta de que vivemos em um mundo onde todos estão sempre felizes e de bem com a vida? Ninguém jamais se sente solitário... Ou triste... Todos são maravilhosamente autossuficientes.
As pessoas sempre sabem o que fazer para resolver seus problemas, para esclarecer suas dúvidas, para lidar com pessoas difíceis, para suportar as decepções da vida.

É claro que as pessoas também sempre têm muito tempo sobrando para aproveitar a vida com os amigos, com os cônjuges, com os filhos e, inclusive, sozinhas...

Todos têm relacionamentos perfeitos e que durarão pela eternidade afora, todos têm carreiras estáveis e que sempre os satisfazem plenamente.

Ninguém come porcaria e fica deitado no sofá por pura e simples preguiça... Não! Nesse mundo as pessoas estão sempre fazendo exercícios físicos, sempre se alimentando com coisas saudáveis e, é claro, sempre estão com a saúde e o corpinho em dia (Que o digam as fotos postadas no Facebook, não é mesmo?).

Ah! Obviamente são pessoas super inteligentes, que leem bastante (algo que seja considerado cult, é claro), são muito viajadas e, sem dúvida, tem uma imensa bagagem cultural.

Ninguém jamais comete um erro, um deslize, uma gafe... Ninguém jamais paga um mico sequer! Todos sempre sabem exatamente o que devem fazer o tempo todo.

Porra! Que vida perfeita as pessoas têm!

Será que sou a única pessoa que se atrapalha, que comete erros, que paga micos, que diz bobagens e palavrões, que chora de saudade, de raiva e de frustração?

Será que sou a única que tem medo de ficar sozinha em casa quando falta luz? Será que só eu detesto acordar cedo? Só eu sinto preguiça de faxinar a casa? Só eu como chocolate escondido e depois fico pensando se deveria comer apenas alface por alguns dias para compensar?

Será que sou a única pessoa que se sente frustrada por não ter tanto tempo quanto gostaria para dedicar à família, aos amigos, ao meu amor e, sobretudo, a mim mesma?

Será que ninguém mais sente medo? Ninguém mais fica sem saber o que fazer? Sem saber o que dizer?

Ninguém pensa se as escolhas que fez na vida foram, de fato, as melhores que poderia ter feito? Ninguém se arrepende de coisas que fez e de coisas que não fez?

Será que ninguém perde a cabeça às vezes?

Para o inferno com essa ideia de que precisamos, todos, estar sempre certos, sempre felizes, sempre arrumadinhos, sempre nos comportando de acordo com o que esperam de nós!

Quero mais pessoas imperfeitas ao meu lado... quero pessoas que chorem, que cometam erros e os assumam, que sintam medo, que riam sozinhas, que não tenham vergonha de dizer que não sabem de alguma coisa e que digam um grande e belo FODA-SE a tantas convenções cerceadoras!


Déia escreve aos domingos e parabeniza a coragem daqueles que conseguem admitir seus erros, mesmo cercados de pessoas perfeitas, que sempre sabem tudo.

8 comentários:

Anônimo disse...

olá Andréia!
Muito interessante a tua postagem.
Não tenho facebook, mas creio que um Universo virtual de exposição e auto-exposição combina com alguns aspectos que mencionastes. Esta tua postagem é um convite muito bom para olharmos novamente o mundo e também a nós mesmos. Obrigado.
Um abraço.
Itamar

Andréia Borba Chies disse...

Itamar, meu querido!
Que saudades de você!
Não imagina o quanto fico feliz em vê-lo por aqui! E mais feliz ainda em saber que apreciou o texto. E, sim, de fato esse universo virtual é realmente um dos "palcos" onde as pessoas se perfeitas se exibem...
Muito grata pela sua passagem por aqui!
Déia

Lilian Scherer disse...

Eu sou a Miss Imperfeita, muito prazer :-)
Um texto de algum tempo da Martha.
Me aceito imperfeita mas por vezes me sentindo inadequada em meio a tanta perfeição! Concordo contigo Déia! Bjs, Lila

Lilian Scherer disse...

Eu sou a Miss Imperfeita, muito prazer :-)
Um texto de algum tempo da Martha.
Me aceito imperfeita mas por vezes me sentindo inadequada em meio a tanta perfeição! Concordo contigo Déia! Bjs, Lila

Sérgio Silva disse...

Ei Deia, muito legal a postagem. Você é filosofa profissa (não é uma aventureira como eu kkk) e sabe que por baixo das aparências (fenômeno) é que se encontram as coisas de verdade né, isso? Desde o sempre a grama do vizinho parece mais verde que a nossa kkk (e olhe que quando esse ditado apareceu estávamos bem longe de surgirem as redes sociais ainda rsrs). Viva nossas imperfeições, os risos, os chororôs, os erros, as tentativas e os acertos também, que uma hora de tanto tentar ele chega kkk
beijo,
S.

Andréia Borba Chies disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andréia Borba Chies disse...

Sérgio, concordo com vc: um grandessíssimo ViVA a todas as nossas imperfeições cotidianas!
Bjo querido!

Andréia Borba Chies disse...

Lilian, então somos duas "miss imperfeição"... Hehehehehe
E que bom, aliás! ;)
Bjo querida!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...