quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Aqui me tens de regresso.


Nossa, eu aqui outra vez. E pela primeira vez em 5 anos escrevendo de um note em português, sem precisar de revisão ortográfica. (Êêêêêê, minha editora Andreia, que o diga - ela deve estar colocando as mãos para o céu nesse momento).

Dizem que a vida é aquilo que acontece quando estamos vemos televisão. Na vida moderna, a vida é aquilo que acontece quando não estamos em frente ao computador.
Como toda mortal, minha vida também não é perfeita (pasmem!) e tem várias pedras no meu sapato. Mais do que eu gostaria de contar, que causam calos e feridas. Algumas estão abertas, sangrando... e não vão desparecer assim como o gênio da lâmpada. Eu tenho que lidar com isso!

Mas eu tô assim, de boa com tudo, mesmo assim. Percebi que se eu esperar para que tudo esteja em seu lugar para ser feliz, esse dia nunca chegará. Que se eu esperar pra viver quando meus filhos se formarem, quando eu comprar a casa no Rosa, quando eu receber uma promoção de emprego ou quando aquela pessoa mala resolver esquecer da minha existência, vou sobreviver apenas esperando por algo que nunca acontecerá.

Óbvio que muito crescimento pessoal aconteceu nesse processo de amadurecimento para que eu chegasse aqui. Mas sim, eu cheguei lá!!!!!!!! Lá naquele lugar que eu me sentiria bem, sem precisar que todas as coisas ao meu redor estivessem bem. Naquele lugar onde me aceito e sinto que sou ok do jeito que sou, parando de exigir coisas absurdamente inatingíveis para a maioria dos seres humanos, parando de pensar que posso ser super tudo. Me permitir ser quem sou.

Então assim, divido sorrisos, tento passar ao próximo à beleza de se estar saudável, ter forças para começar um novo dia, e me permeando na ideia de que eu realmente quero que quando as pessoas lembrem-se de mim, sozinhas, elas tenham um sorriso no rosto.

Que esse bem-estar tenha vindo pra ficar e que seja eterno enquanto dure. 

Amém, que assim seja, e todas as coisas que o valem.

2014 continue dessa forma meu amigo, que estou aqui de braços abertos para recebê-lo. Cheia de vontade.





Lil escreve aqui bem esporadicamente. Com a alegria em estar viva, e, somente esta ser um motivo suficiente para sorrir e fazer sorrir.

4 comentários:

Andréia Postal disse...

Ah Lila, posso te garantir que quando penso em ti, esse sorriso aparece. Pessoas iluminadas fazem isso. Bjos

Déia

andreia disse...

Acabaram-se as edições! \o/ \o/ \o/

Brinks... ;)

Sempre editei com imensa satisfação seus textos, e continuaria a fazer sem problemas.

Muito feliz que vc está por aqui, e que vc tenha alcançado este amadurecimento pessoal.

Teu texto é um ensinamento.

Lição que estou aprendendo. Já sei que a situação ideal é utópica, já consigo ter momentos felizes mesmo nas adversidades, já aceito meus defeitos e convivo relativamente bem com meus monstros. Mas ainda tenho algumas milhas a percorrer até chegar na posição de plena satisfação pessoal mesmo num contexto distante do imaginado...

Beijos

E Seja muito bem-vinda, ao Brasil e ao Blog!

Lilian Pacheco Scherer disse...

Que delicia que meu objetivo já estava sendo alcançado antes de ser consciente Deia!

Ser leve pra quem era tão densa foi um desafio. Consegues também xuxu...

Bjo gurias! Lila

Gisele Lins disse...

Seja muito bem vida de todas as formas, amiga, ao Brasil, à tua família, à convivência com os amigos e à nova Lila! E que a risada que ouvi inúmeras vezes em Bombinhas ecoe para sempre nos teus ouvidos! Beijos, beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...