terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Inimigo secreto

Fim de ano é época dos inevitáveis amigos secretos (ou amigos ocultos).  Por mais que todas as experiências anteriores indiquem que não é legal, a gente sempre faz! E este fenômeno é digno de estudos.

Pior dos casos é aquele amigo que não dá nem pista do que quer ganhar. Confio na sua sensibilidade, diz ela! Olha, minha amiga secreta, a essa altura do ano, nem eu confio na minha sensibilidade! Até porque, para comprar um presente que seja “a cara” da pessoa, você precisa conhecê-la bem. O que não é a realidade da maioria dos grupos pelos quais circulamos. Já é considerado um sucesso saber o nome de todas as pessoas, sem precisar de uma referência extra: aquela do cabelo assim, assado, que sempre fala tal coisa.

E o que falar dos traumas causados por tal brincadeira?! Eu lembro até hoje de ganhar um coelho de porcelana no amigo secreto da 3ª série! Certamente minha aversão a juntadores de pó remete à esta época!

Em uma ocasião, pedi para ganhar um porta CDs, simples. Um presente útil, impessoal, barato e fácil de encontrar. Sem erro! Ganhei uma caixinha cheia de laços e fitas, com sabonetes e uma toalhinha bordada, o cúmulo do frufru.  O inimigo secreto em pessoa.

Existem variações, como o amigo secreto temático (só vale dar canecas, por exemplo), o amigo secreto do contrário, em que a pessoa descreve seu amigo com o oposto do que ele é (impossível em grupos nos quais as pessoas nem sabem como os outros são, muito menos como não são!), o amigo secreto moderno (sorteio  e lista de presentes virtuais), e outros.

Como a brincadeira é inevitável, tomo cuidados como indicar de forma bem objetiva o que gostaria de ganhar e o que não gostaria de ganhar. E sempre rola uma adrenalina na hora de revelação. Quem me pegou? Será que é alguém que eu gosto? O que vou ganhar?

E assim, ano a ano, a brincadeira se repete, deixando às vezes mais traumas.

Renata não é de ferro, e confessa que a tal caixinha foi presenteada ao seu amigo secreto do outro ano!

4 comentários:

Carla disse...

Pois é Renata nas últimas festividades tenho fugido dos amigos/inimigos ocultos. É a maior frustração você compra um troço bacana e ganha uma estátua de gesso, rs. Já aconteceu comigo.

bjs

Fran disse...

Ahh, mas tem as boas surpresas, como um certo Certificado de Amizade que eu ganhei uma vez! ;)

Andréia B. Borba disse...

Ah... Acho que deve ser um tanto quanto masoquista, sabe? Mesmo sabendo dos riscos, adoro amigo secreto....
Bjs! Déia

Andréia B. Borba disse...

Ah... Acho que deve ser um tanto quanto masoquista, sabe? Mesmo sabendo dos riscos, adoro amigo secreto....
Bjs! Déia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...