sexta-feira, 7 de março de 2008

Um dia de cada vez

Adoro reportagens que explicam "cientificamente" meus comportamentos bizarros. Certa vez li uma que dizia que é super normal entre as mulheres, quando conhecem um cara interessante, já juntar o sobrenome deles ao delas. Com o Código Civil novo deve ter louca que junta os seu aos deles, mas o fato é que mesmo de brincadeira e rindo já se faz uma projeção do futuro ao lado do moçoilo, muitas vezes recém conhecido, algumas outras já paixão de longa data, outras mesmo namorado. Claro que na época eu fiz uma enquete, e sim, praticamente todas minhas amigas faziam a mesma coisa, ainda que de brincadeira.

O fato é que quem faz isso está projetando um futuro, ainda que remoto, ainda que só exista na cabeça da pessoa, e ainda que não passe de um dia, uma semana, uns meses, ou em casos mais sérios, de alguns anos. Eu, quando namorava, cheguei a me pegar pensando se ia colocar o sobrenome do moço junto ao meu, já pensando como ficariam minhas publicações da época de solteira, rs... Sim, se eu sempre fui daquelas que, mal conhecendo a pessoa, já pensava não só no sobrenome junto do meu nome, como inclusive a mistura dos sobrenomes no nome dos filhos que não vou ter, imagina em um relacionamento longo e sério...

Bom, pra mim isso sempre foi problemático, porque eu sofria de um mal que minhas amigas da faculdade carinhosamente apelidaram de Maldição do Telefone. Se saía com um carinha bacana e ele pedia meu telefone, a noite podia ter sido muito agradável que eu podia esquecer. O sujeito simplesmente sumia no mapa sem deixar rastros. Quando não pediam telefone até podia dar alguma coisa, fosse encontrando por acaso ou realmente com eles indo onde poderiam me encontrar, mas uma vez pedido o telefone, podia esquecer o rapaz. Assim, eu nunca pude muito me dar o luxo de pensar em futuro na grande maioria das vezes. E sofria com isso. Talvez não com a falta de futuro, mas por nem poder sonhar com futuro nenhum.

Aí de repente aparece uma pessoa na minha vida bagunçando tudo que eu sempre conheci sobre relacionamentos. Me faz viver um dia de cada vez sem pensar no depois. Me faz me sentir tranquila e feliz sem preocupar se amanhã a gente vai se ver, se semana que vem ele ainda vai fazer parte da minha vida, se a história vai durar um mês, se vai virar namoro de anos. Nada disso. Tudo que eu vivo é agora. "Estou aqui, te sinto agora / sem máscaras nem artifícios / e enquanto for bom para os dois / que o outro fique ( * )”. Estou provando uma sensação nova que é ver calmamente o celular quando chega mensagem, e abrir um sorriso fácil se for dele, sem o desespero de olhar pro celular o dia inteiro e o coração vir na boca quando vejo o nome na tela. É um gosto diferente, um gosto de liberdade. Nem melhor nem pior do que quando se pensa em futuro. Mas com certeza estou feliz.

( * ) Não conheço o autor dessa poesia, cada lugar diz que é uma pessoa, mas ela é linda.


Sisa depois de 28 anos conseguiu uma coisa que parecia impossível: às vésperas de pegar um avião pra cruzar um oceano, seguir o conselho de uma pessoa que olha nos seus olhos e diz "Não pensa. Faz como eu. Desfruta apenas."



7 comentários:

Gisele Lins disse...

Há, Sisa, viver assim um dia de cada vez é mesmo muito melhor!
Eu era como você se descreve até conhecer o gatinho. Sofri durante uns três anos com o "viver um dia após o outro dele", mas hoje, alguns anos mais depois, chegamos a um equilíbrio (que mais pende para o lado dele do que para o meu) e viver um dia de cada vez, só com um pouquinho de programação e expectativas de vez em quando, tem sido maravilhoso para mim!
Vai fundo, guria e encara essa, vale a pena!
Um beijão!

Re disse...

Sisa, era que nem vc, tb montava os nomes com todos os rolos, paixonites, namorados, e sabe o engraçado? Me casei no ano passado e nao acrescentei o nome do meu marido!! E sabe o que mais, ele foi o unico namorado que nao pensei no futuro, curti um dia de cada vez, devagar, so planejamento o futuro de um mes..e o futuro veio ate nós e nos tornou marido e mulher!! Curta o dia, curta o hoje, que o hj era o futuro de ontem. Bjs,

Angel disse...

Bom saber que estás feliz.
Há certas situações que é melhor não planejar nem ansiar por um futuro x ou y. É melhor viver os seus momentos.

Beijos

Renata disse...

Parabéns pelo aprendizado, que não é nada fácil! Admiro pessoas assim, mas eu (ainda) não consigo!
Bjs!

Padapri disse...

Sempre me disseram pra viver um momento sem criar muitas expectativas. Tá certo que nem sempre é possivel. As vezes a gente se envolve tanto que não dá pra deixar de planejar. rs.
Mas com certeza, manter os pés no chão e viver um momento de cada vez é mais seguro e pode até ser gostoso tb. rs.
Desculpa o sumiço, linda. Andei super ocupada e doentinha. Me recuperando aos poucos ainda.
Super bjo.

Paula disse...

Esta sua fase "carpe diem" está lhe fazendo um bem enorme! Fico muito feliz por você, Sisa!
Beijos.

Anônimo disse...

Oiii td bem????? Linda sau msg!!! Amei...Fico feliz de saber que vc está feliz vivo o hj... ou seja...um dia de cada vez!!!! Parabens!!!! Td de bom para vc!!!!
Beijinhos,
Nadjara

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...