terça-feira, 2 de novembro de 2010

Comunicação

O avanço das tais redes de relacionamento é notável e considerado fenômeno da modernidade. Este avanço pode facilmente ser atribuído à necessidade humana de se comunicar. Renato Russo já disse há alguns anos que o mal do século é a solidão. Acho que é mesmo. E a necessidade de se estar online o tempo todo, de atualizar fotos, eventos, amizades, estado civil, a necessidade de contar coisas e de dar sua opinião, é devida à ilusão de que assim não estamos sozinhos.
Mas a verdade nua e crua é que nascemos e morremos sozinhos. Sós. No intervalo entre uma coisa e outra, nos associamos a pessoas. Seja por parentesco, proximidade geográfica, afinidades, necessidades... Algumas associações duram mais, outras menos. Mas no final das contas, somos sós.
A ilusão de nunca estarmos sozinhos é reforçada pelas redes sociais. Falo isso de carteirinha, pois adoro! Tenho e uso Orkut, Facebook, Twitter e escrevo aqui no blog. Uso MSN bastante para falar com amigos, muitas vezes mais do que pessoalmente.
Pensando nisso, trago aqui algumas frases postadas no Twitter, das quais gosto muito:
Nunca se explique. Seus amigos não precisam, e seus inimigos não vão acreditar. Verdade!
Somos apenas a soma das nossas escolhas. Fortemente influenciadas por nossos hormônios e instintos.
Quando seus ex-alunos são adultos, você está ficando velha. Ponto.
Quando você fica feliz com a proximidade de um feriado pq vai conseguir trabalhar, você está precisando de férias.
Ouvi que, com as minhas desventuras amorosas, deveria escrever roteiro de seriadinhos! To perdendo $$$!
Coloquei batata palha na comida como se fossem lascas de alegria... Maldita TPM!
Essa semana me disseram que sou boa demais, calma demais, paciente demais...Pessoas diferentes em casos diferentes. Vou começar a acreditar.
A malandragem é a mãe da burocracia.
Tenho crises de melancolia, porque não me contento com a mediocridade. Quero mais de tudo.
Viajar faz a gente ver tudo com olhos de criança, atentos a tudo, brilhando com as novidades, excitados.
Mas estar triste faz a gente ver tudo com olhos embaçados, semi-cerrados, só vultos e sombras...
O mundo é tão grande! Mas o mundo de algumas pessoas é tão pequeno, que elas devem sofrer de claustrofobia!
Renata is over capacity! Please return in a few minutes (essa merece uma camiseta!)
Se quando eu morrer eu não for pro céu, juro que volto e puxo o pé de TODO mundo que aturei!
Se a vida fosse fácil não haveria literatura... nem remédio pra gastrite.
Insegurança total por não fazer aquilo que queria e não teria problema algum ter feito. Viva a análise via msn! \o/
O revirar de olhos é a expressão mais completa que há! Eu ODEIO quem faz isso! Menos quando EU que faço, óbvio!
A ironia refinada do universo me prova que ele é ela! O universo é um ente feminino!
Por os pensamentos em fila, vendo um por vez, do começo ao fim... Ah, o sonho de todo obsessivo-compulsivo!
Qual exatamente é o limite entre a polidez e a falsidade?
Hoje descobri que em algumas pessoas a massa cinzenta se concentra APENAS embaixo das unhas...
História da vida real: crianças, o que há dentro do ovo? Brinqueeeeedos!

Por mais divertido que seja este programa, assim como no blog, se escreve para quem quiser ler. E a maioria das pessoas não interage com quem escreveu, não sei se conceitualmente isso é comunicação. Mas disfarça muito a sensação de estar só. E é terapêutico.

www.twitter/Renata_Pe

2 comentários:

Linda Carioca disse...

Eu fico chateada também quanto posto e ninguém comenta, rs !

Andréia B. Borba disse...

Amei o post!
Bj!
Déia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...