quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Trechos

Em todo livro que leio geralmente existe um trecho que me toca e me faz refletir mais do que sobre a história em si.
Às vezes é um parágrafo, às vezes é um capítulo...
Em "O caçador de pipas" foi uma frase.
Escrita quase no final do livro, tendo como pano de fundo o protagonista lembrando de seu pai. Transcrevo:

"... fiquei imaginando se era assim que brotava o perdão, não com as fanfarras da epifania, mas com a dor juntando as suas coisas, fazendo as trouxas e indo embora, sorrateira, no meio da noite."

Achei uma boa definição do momento em que percebemos que perdoamos, e serve perfeitamente para corroborar uma teoria tão antiga quanto a mágoa e o perdão: "O tempo é o melhor remédio."

Acredito mesmo que é assim que deva acontecer.
Um belo dia você acorda e a ferida está fechada. A dor se foi.
Sem despedidas, sem debates, sem justificativas.
Simplesmente foi embora.


Milena é uma mulher comum. Com dores e alegrias como tantas outras. Escreve aqui às quintas.



5 comentários:

Angel disse...

Também penso que não adianta forçar o acontecimento das coisas. Principalmente os sentimentos. Eles vem e pronto.

Beijos!

Gisele Lins disse...

É Mí. Leva tempo, mas uma balzaca acaba percebendo que não adianta chafurdar na dor. É o tempo que resolve mesmo. Inventei uma ajudinha pra última que me pinicava: cada vez que eu pensava no assunto eu me imaginava entregando uma rosa branca para a situação e virando as costas para ela. Ainda penso nela às vezes, não é, e nunca vai ser bom, mas não machuca mais (também, depois de um caminhão de flores, rsrsrsrs).
Lindo o texto, florzinha!

Bel M. disse...

Bela conclusão... E acho q as suas frases são tão tocantes como a do livro... se ñ for tão tocante é bem 'simbólica': 'Um belo dia você acorda e a ferida está fechada. A dor se foi. Sem despedidas, sem debates, sem justificativas.Simplesmente foi embora.".... Boa definição =***

Thalita disse...

Eu vou te contar, viu? Como quem ou o quê é capaz de provocar tal desforra abaladora em um ser.
Nada externo pode provocar uma ferida tão profundamente interna numa pessoa!!!
Só quem é frouxo para deixar!!!
É....
somos muito frouxas, sensíveis, abertas, honestas...
Somos mulheres!
Beijos e o tempo irá curar com certeza!

Paula disse...

Milena, este livro traz inúmeras lições, todas verdadeiras e que tocam o coração. Esta do perdão é simplesmente fantástica!
Não há como forçar o acontecimento natural das coisas em nosso coração, em nossa mente e em nosso universo. Somos pequenos demais, apesar de nos sentirmos muito maior do que realmente somos...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...