sábado, 26 de abril de 2008

Frases

Tu podes repetir o lanche quantas vezes quiser, não precisa comer tão rápido, vai te fazer mal. Aqui na escola tu não precisas comer até acabar, embora tu não saiba o que é comer até ficar satisfeito.
É, é verdade que existem pessoas que pagam para estudar. Não, áreas verdes não são aquelas que se invade para morar; nem sempre, ao menos.
Um buraco aberto na tua cabeça, com sangue e secreção não é normal... Olha, é um verme. Deu, já tirei...
Olha, quando a mão está limpa não tem esses risquinhos pretos...vamos lavar de novo?
Para isso se usa papel higiênico.
Ninguém te chamou pra acordar e vir pra escola? Quem cuida de ti? Alguém viu que tu chegaste machucado em casa? Alguém te diz “bom trabalho!”? Alguém te levou ao médico? Essa tosse está bem feia...
Por que tu ficaste fumando ao invés de vir pra escola? Por que tenta me agredir quando tento tocar teu ombro, ver teu caderno, saber de ti?
Ninguém viu que teu braço tava quebrado desde sexta-feira?... Hoje já é segunda...
Eu entendo que caminhaste horas pra conseguir pão pros teus irmãos, mas tu não podes faltar aula todos os dias por isso... Não, não vão te tirar da tua mãe por isso. Calma.
Ninguém te diz que roubar é errado? Ninguém vê todas estas coisas que levas pra casa? Quem te procura quando tu sais de casa e volta só de madrugada?
Quem fez isso contigo?!? Hoje está tão frio... Tu não tinhas meias?
Eu não posso não contar pra ninguém... eles não podem fazer isso contigo.


A maioria destas frases foram ditas por mim a alunos com os quais trabalhei nos últimos 10 anos... Algumas delas foram só pensadas... Com nenhuma delas me conformei. Ensinei uns a lavar as mãos. Alguns a escovar os dentes. Muitos a ler, ou a ler melhor. E quero crer que ensinei a maioria que eles têm um futuro, que eles podem sonhar, podem querer e devem se esforçar para vencer.


Renata queria ter inventado algumas destas frases, porque se nega a se conformar com a situação cada vez pior a que são expostas as crianças desse país.



4 comentários:

Carla disse...

Olha Renata, isso é horrível. Dei aulas de teatro em escolas de favelas em BH e vivi muitas dessas babáries. Alunos que não tinham sequer escova de dente em casa. QUe viviam horrores nas famílias. Tive um aluno extremamente problemático porque o pai estava preso porque engravidou a irmã dele de 13 anos, que era filha de outro pai. Alunos que chegavam imundos, machucados e não tinham quem cuidasse deles. E o pior é poder fazer pouco por essas crianças e não ter a quem recorrer, não ter um governo sério que cuide delas. A situação é muito triste, mas ainda tenho esperança de um dia poder ver crianças com uma vida digna.

Gisele Lins disse...

Renata este foi um dos textos mais tristes, mas mais lindos (como eu acho que tu deves sentir ser a tua profissão) dos últimos anos! Emocionei-me muito mas te admiro muito, e endosso a trupe dos que mesmo vendo coisas tão absurdas ainda acreditam e lutam para que seja melhor.
Um grande abraço!

Angel disse...

Educar é um dom. E se você o tem, exercite-o 24h. Vai dar resultado, tenho certeza. Parabéns!

Rosi disse...

Estou emocionada.
Parabéns pela sua força e determinação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...