quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Carta ao desconhecido (a) que cruzou o meu caminho no último sábado

Obrigada. Muito obrigada mesmo.

Sempre que eu começo a perder a fé no ser humano, alguém como você aparece na minha vida, só para me mostrar que ainda vale a pena investir em pessoas.

Seu cuidado e sua honestidade me tocaram profundamente.

Eu, que sou uma pessoa perigosamente distraída, reconheço esse ponto fraco, e prometo-lhe prestar mais atenção daqui em diante. Sim, porque ao nos cruzarmos, acredito que usei boa cota da sorte que me é de direito.

Não são raras as vezes em que vou ao supermercado e deixo minhas compras (ou parte delas) no caixa. Algumas vezes quando eu volto elas ainda estão lá. Outras não.

Não é difícil eu me esquecer do que eu ia fazer neste exato momento e só me lembrar quanto já não adianta mais.

Ontem mesmo fui a um novo salão de beleza e após ter minha sobrancelha brilhantemente trabalhada, fui embora sem pagar a conta. Voltei quase uma hora mais tarde, e está tudo certo.

Pois é. Eu poderia passar horas contando os infortúnios que minha distração me rendeu até hoje...

Mas o mais grave dos meus esquecimentos foi o que lhe chamou a atenção num sábado ensolarado em campinas.

Sim, às vezes eu esqueço meu carro aberto. Aberto mesmo, portas, vidros, porta-malas, tudo.

E foi assim que você encontrou o “Escuridão” (pois é meu caro (a), eu sou tão apegada ao meu carro que ele tem até nome) no estacionamento do shopping que nós dois freqüentamos.

Juro que até agora fico imaginando o que se passou pela sua cabeça quando você decidiu que eu não voltaria ao meu carro e daria a falta de algumas coisas que certamente me fariam falta.

Você tinha alguém ao seu lado para compartilhar sua bondade quando decidiu guardar embaixo do meu banco meu rádio, meu iPod shuffle última geração e meu porta CDs (presente de uma amiga muito querida)?

Ou você pensou sozinho em deixar as pistas que indicariam apenas a mim que alguém mexeu nas minhas coisas, mas nada, absolutamente nada estaria faltando?

Sim, eu estou pasma. E por isso não consegui pensar em outra forma de te agradecer senão dividindo com as pessoas que lêem esse blog a pessoa maravilhosa que você é.

Desejo-lhe em dobro tudo aquilo que você me deu essa semana. Fé, principalmente.

Milena escreve aqui às quintas. Nessa, maravilhada com esse quebra-cabeças que é o ser humano.

8 comentários:

Gisele Lins disse...

Puxa vida, que legal, Mí!
Mas que pena não deixar ne um bilhetinho, uma pista, né?
Seri uma linda história pra descobrir um grande amigo, um grande amor, heim?

Beijocas!

Milena disse...

Que medo que eu tenho de você Gi...
hahahaha

Laeticia disse...

Kkkkkkkkkkkk que resposta!!!
Foi um anjo, gente!!

Laeticia disse...

Estas exclusões aí fui eu que achei que tinha travado aqui e cliquei várias vezes. Foi mal.

Izabel M. M. disse...

tô bege!
já pensou se vc chega no instante q a boa alma tá guardando as coisas? vc ía achar que ele tava roubando...
ufa!

Júlia disse...

Choquei...tô rosa chiclet!


Que bom que ainda tem pessoas de bem nesse mundo neh??
Vai ver que a pessoa era igual vc, esquecida de tudo, daí se colocou no seu lugar e te ajudou...hsuashaus, to zuano!

Fiquei curiosa...se descobrir quem foi boto fé de vc escrever um texto dizendo quem foi!!

um abraço

Renata disse...

Tem coisas que só acontecem contigo mesmo...
Beijos!

Karina disse...

Mi!!!!
Que lindo!!! Depois me conta essa história direitinho, pois com certeza é algo que vale a pena ouvir!! Que bom que pessoas assim existem heim? Ô coisa boa!! E que energia boa que você está menina??!!! Bjo grande!!:)
Ah! Coloquei seu Blog nos favoritos do meu blog!!;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...