segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Quem avisa amigo é


Isso sempre me incomodou, e a algumas semanas atrás ficou ainda mais visível como realmente é um tema que me faz pensar e, por vezes, ficar preocupada. Desde a auto-escola aprendi, dentre outras coisas, a usar as setas. Sim, aquela luzinha que de dentro do carro não se vê direito, mas ouvimos seu barulho. Aquele TEC TEC TEC que nos faz ter certeza de que está a funcionar e indicar.

Algumas semanas passadas entrei no carro e pulei do banco, ao ligar minha seta esquerda ouvi o som TATATATATATA. Uai, quê, quê isso?! Minha seta ficou doida! Andei alguns metros, acionei novamente a alavanca e lá foi - TATATATATA!!! Estacionei o carro para verificar. De veras, a seta dianteira esquerda estava queimada. E pensei comigo mesma - Ah, é só uma mesmo, não vou esquentar muito minha cabeça. Engano meu. Alguns dias passados começei a me sentir uma pessoa insandecida dentro do automóvel. Foram tantos os momentos que precisei da "infeliz" que começei a desenvolver táticas de aviso, braços, mãos, tudo ao mesmo tempo, pois os pedestres e os outros motoristas não tinham nada a ver com minha seta queimada e muito menos possuiam o poder da telepatia.

E percebi que enquanto eu não arrumasse a seta eu era mais uma daquelas pessoas que possuem os indicadores no carro e não os usam por escolha própria. E que me irritam profundamente. Fui ao mecânico imediatamente, com a lâmpada trocada voltei a me sentir bem comigo mesma e a ouvir aquele som que me dá quase orgulho ouvi-lo - TEC TEC TEC, pois eu aviso.

Penso muito sobre pessoas e valores quando estou dirigindo. Acredito que no trânsito temos uma idéia, mesmo que pequena, de quem a gente é.

4 comentários:

Anônimo disse...

Continue assim, dando seta até quando a direção é a única. Valorizo demais!
Parabéns!
Bj, S.

kimera disse...

menina, garro um ódio de quem vira sem dar seta e a tonta aqui esperando para atravessar a rua!

Mesmo sabendo disso reprovei na auto-escola por causa de esquecer uma seta (e morrer algumas vezes também, hehehe)

tchau

Anônimo disse...

Éh... a tal a seta faz falta mesmo... Eh imagina então "a gente" sem seta depois de ter tomado "umas Amarulas no balde", (entenda-se Laeticia Home rs!)
Pois então... fica mais difícil ainda néh rs rs rs. Por fim, fez muito bem ter trocado a dita cuja...

Beijocas, Thacia.

Luci disse...

Que bom que vc colocou seta nova :) tenho pavou a quem não usa e vira mexe faço umas malcriações hehe

abçs e ótima semana!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...