terça-feira, 19 de maio de 2009

A semana em que eu perdi a fé na humanidade

Sério. O título é sério.

Foi um sentimento que já passou, graças a Deus. Mas que foi forte.

Como vocês sabem, dou aula em uma escola da periferia. Se eu contasse em detalhes um dia, apenas um dia, vocês também perderiam a fé.

Mas agradeço sempre por ter uma filha iluminada, uma ótima família e por trabalhar com pessoas de bem e ter alunos muito bons. Porque, sem isso, eu estaria anda sem fé na humanidade.

Em uma semana em que tudo parece dar errado, recebo o e-mail que fala da lição da terra. Fala de um cavalo que caiu dentro de um poço e o dono, não sabendo como tirá-lo, decidiu enterra-lo vivo. A cada pá de terra que jogava, o cavalo sacudia e pisava em cima. Quando o dono percebeu, o cavalo estava fora do buraco.

Vou fazer isso, sacudir e pisar em cima. Até porque meu estômago já anda reclamando, e para dentro não posso mais colocar estas coisas.

Renata espera que nenhum de vocês jamais perca a fé na humanidade, é desolador.

6 comentários:

Carlinha disse...

Renata, já estive no mesmo lugar q vc. E tb perdi a fé na humanidade, mas infelizmente no meu caso foi irreversível.

Muita força p vc enfrentar esses momentos e espero que vc continue acreditando.

Beijo.

paulo fernandes disse...

cara Renata, nao perca a fé ,somos humanos demasiados humanos.
alegria sempre

Lila disse...

E eu espero que voce nao perca a sua.
Onde tem amor tem esperanca...
Beijo!

Elga Arantes disse...

Identificação.
Balzaquiana.
Professora de periferia.
Filha-vida.
Efêmeros sentimentos de descrença.
Blog.
Vai lá, depois, qdo der.
www.oprometeuacorrentado.blogspot.com

Anônimo disse...

Num mundo em que se prega que tudo é relativo inclusive o mal e o bem, é difícil ter esperança.
Também perdi a fé na esperança.
Cercados pelo mal, é difícil.
E ainda há que se suportar quem pretensament faz o bem pelos motivos errados: por uma recompensa; pelo medo da punição; pelo que os outros irão pensar ou para apenas se sentirem bem.
JC
Quem faz o bem simplesmente por ser o bem?

Gabriela Machareth - 10em1ma disse...

Olá Renata
Já tive aí neste lugar, de perder a fé na humanindade... Tive um namorado de 7 anos, o qual após este tempo de namoro, pediu um tempo e desapareceu e qdo eu resolvi ligar para saber o q estava acontecendo ele mandou eu 'me catar'... Enfim... Depois de um longo período em depressão, me destruindo, e hoje bem traumatizada, ainda tenho fé na humanidade. Eu faço o bem porque acredito no bem, não porque busco retorno. Sou muito sensível e coração bom. mas eu hoje sou bem seletiva com quem vai estar ao meu lado. Beijos, amiga balzaquiana.

Dá uma passadinha no meu blog...

http://10em1ma.blogspot.com

gabriela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...