terça-feira, 13 de maio de 2008

Os quilos que não quero

Desde 2003 deixei o meu então padrão de 55 quilos para ganhar algumas gordurinhas. Tudo bem que eu era quase uma etíope, bem magrinha, mas não precisava engordar 13 quilos. Completamente desnecessário. Dez deles eu aceitei, mas os outros três não me pertencem, eu sei disso, então como sou uma criatura boa, magnânima, estou doando três quilos, alguém se habilita?

Até meus 27 anos, não se via barriga em mim. Agora, quando me olho no espelho tento ser otimista e digo a essa bolinha aqui: “sai desse corpo que não te pertence”, fecho os olhos na esperança de que, quando abrir, a barriga já tenha desapareciso. Que nada, olha ela aí, grudadinha em mim, danada! Aí comecei a fazer parte da arrasadora maioria de mulheres que quer emagrecer só três quilinhos. Antes quisesse perder os 13, acho que seria mais fácil, apelaria logo para um endocrinologista, uns remedinhos e pronto. Mas como sou adepta dos processos mais naturais possíveis, optei por fechar (medianamente) a boca e rezar para Nossa Senhora da Boa Forma clamando por um milagrezinho. Digo medianamente porque não deixarei a minha paixão por brigadeiros por causa de “meros” três quilinhos. Adotei a gelatina, mais frutas, biscoitos Cream Cracker nos intervalos das refeições, sucos sem açúcar e fé, muita fé. Preciso dela porque uma criatura que quer emagrecer somente fechando (medianamente) a boca e sem tempo de fazer sequer 20 polichinelos por dia, tem de ter um tantão assim de fé...

A dificuldade de perder uns quilinhos é, certamente, uma das características das mulheres às voltas com seus 30 anos. Antes disso, é sempre mais fácil, por mais difícil que pareça. A partir da terceira década, é mais difícil do que o difícil que parecia ser. Fazer o quê? Voltar aos 15 anos? Nem morta!!! Prefiro fazer terapia para conseguir conviver com os três quilos que não me pertencem do que voltar à pirralhice. Cruz credo!

Aqui vou eu para minha última refeição do dia: gelatina e fruta. Lindo, né! Pena que é tão pouco produtivo. Mais um motivo para eu querer muito que o final do ano chegue. Terminando a faculdade, terei tempo para polichinelos, corridinhas e algo mais para reforçar a “guerra contra a bolinha”. Será que até lá já perdi pelo menos um quilo!!!!????


Angélica não sabe fazer dieta. Está tentando se educar para comer com qualidade, sem tanta besteira. Espera, com isso, perder os três quilinhos que alguma bruxa jogou no seu quintal.
Obs.: brigadeiro não é besteira.

4 comentários:

Tania disse...

Adorei! Ótimo texto, com comentários com muito humor! Parabéns!

Re disse...

Nem me fale..antes era so fechar a boca um dia e la se iam 2 kgs..hj, nem fechando um mes inteiro os dito cujos se livram do meu corpo. Estou nessa luta a meses e a balança nao sai do lugar..afeee.

Matheus disse...

Não sei se você reparou... mas dieta a base de verduras e coisas deste tipo engorda. Pergunte as baleias e as vaquinhas. Beijos!

Mariana disse...

rá! ganhei! tenho muito mais de tres quilos pra perder! e olha q nado, nado e nada de emagrecer! hahahaha eh so nao perder a fe! hahaha beijos e boa sorte na luta contra a bolinha!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...