terça-feira, 21 de julho de 2009

Sete meses depois...


Ao final do ano que passou, festejei o fim da faculdade e o início de uma boa calmaria. Enfim teria tempo para cuidar de mim... e agora venho eu dar razão àquela frase famosa que ouvimos sempre por aí: “quanto mais tempo livre menos tempo temos”! Na verdade, quando o ritmo de vida está mais acelerado, encontramos aquele tempinho extra para fazer coisas necessárias e úteis.

Hoje, sem compromissos fixos à noite, sinto-me, ainda, com pouco tempo para os meus projetos pessoais. Falta de organização!? Pode ser. Falta de grana também. Para alguns dos meus projetos, preciso juntar bons reais, acertar na mega ou casar-me com um cidadão lindo, gostoso e rico. Convenhamos que é melhor me agarrar ao meu cofrinho mesmo.

Mas nem tudo é frustração minha gente! Voltei a correr! Sim, correr! Esclareço que não sou e nem pretendo ser uma atleta de maratonas, mas adoro correr e vinha sentindo falta disso há tempos. Retornei devagar, testando minha resistência já enferrujada para tal atividade. Agora está tudo lindo, lindo mesmo. Nunca gostei de correr, caminhar, correr, caminhar, correr, caminhar... começo caminhando, corro o tempo planejado sem interrupções e caminho mais um pouco para terminar a atividade. Os trinta minutos ininterruptos, hoje corridos, estão me fazendo muito bem.

Além disso mudei um pouco minha alimentação, evitando açucares, ouçam bem, EVITANDO, porque só deixo de comer doces se tiver de escolher entre o doce e a vida. Porém, hoje já não consigo tomar um suco normal de caixinha sem fazer careta, eles são muito doces, os “light” então, são os piores. Também adotei mais frutas em minha dieta diária e procuro me alimentar com intervalos menores. Enfim, estou me cuidando como queria. E lá se foram 3 kg. É engraçado como as pessoas com quem convivemos percebem muito mais o peso que ganhamos ou perdemos do que nós mesmos. Engraçado nada! É fruto da loucura social em que vivemos, da competição pelo corpo mais bonito, da busca frenética pela magreza. Não é o meu caso, confesso que queria perder uns quilinhos sim, porque engordar pesa no bolso. Já estava a um espirro dos 70 kg e do trágico momento de ter de comprar novas roupas porque as minhas já não caberiam em mim. Engordar é um prejuízo horroroso! Devo acrescentar que as férias me ajudaram a fazer todas essas mudanças. Ao contrário de muita gente, me alimento melhor nas férias e faço mais exercícios também.

Sete meses se passaram desde que comecei a respirar ares mais puros e fazer mudanças importantes em minha rotina. Acreditem vocês ou não, já estou sentindo falta e necessidade de estudar (línguas, canto, uma pós talvez...). Agora é planejar as próximas atividades sem me descuidar e/ou perder os benefícios que já conquistei nesse tempo. Hei de conseguir e volto pra contar!

Angel está feliz por sua saúde física, está cheia de idéias e continua brigando com o tempo.

2 comentários:

Lucineia Silva... disse...

Silvia e Cia adorei este blog... estou chegando nos 30..rsrs... estou seguindo vcs!!!

bjos

Gisele Lins disse...

Silvia temos um nome para isso por aqui... Faniquito agudo!
Parabens pelas conquistas, guria, mas ve se te da uma folguinha tb, heim?
Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...