sábado, 24 de janeiro de 2009

Desisto

Quem viu no meu e-mail essa palavra nas últimas semanas a fio pode ter tido a impressão errada. Realmente desisti, mas isso não é ruim, não! Explicarei:

Sempre tive algumas tendências que acabam facilitando que eu me irrite com certas coisas, me decepcione com outras. Como tentar ser sempre o mais responsável possível, evitar deixar os outros na mão. Um exemplo disso é este próprio blog; só encarei ser fixa quando me senti em condições e dificilmente “furo”, só mesmo em casos extremos. Sou assim em todos os aspectos da minha vida.

Mas acontece que acabo esperando que os outros também pensem assim. E, obviamente (e que bom), as pessoas são diferentes.

Então, desisti.

Desisti de me irritar com atrasos. Com irresponsabilidade. Com pessoas que deixam seu trabalho para os outros e levam a glória para si. Com descaso. Com desrespeito.

Desisti.

Não que eu tenha passado a concordar com tudo isso, mas achei melhor investir minha energia em formas de ser cada vez melhor e de evitar depender destas pessoas para qualquer coisa. E quando isso for impossível, desisti de me irritar. Não tenho mais energia pra isso.

Desisto.

 

Enquanto Renata tenta essa nova forma de levar a vida, o tempo passa. No próximo sábado ela já vai ter feito 20 pela última vez. Que sabe tudo isso seja efeito da maturidade? Será?

Um comentário:

Huguinho disse...

Puxa, preciso desistir de algumas coisas também.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...