sábado, 7 de fevereiro de 2009

Tecnologia


Li há pouco tempo uma reportagem da revista Galileu. Fala sobre a importância de tecnologias como internet e telefone celular na vida das pessoas.
Para escrevê-la, a repórter recebeu o desafio de passar um mês sem fazer uso de tais tecnologias. Resultado: depois de três semanas, e uma proposta de emprego perdida, ela percebeu que seria suicídio social e profissional continuar “fora” da sociedade.
Bem interessante a matéria, e me fez analisar um pouco como eu lido com estas questões. Nem é preciso comentar que eu, como todas as meninas deste blog, nasci em uma época em que essas tecnologias não existiam da forma como existem hoje. Mas agora elas estão de tal forma entranhadas na vida cotidiana que, mesmo sem ser viciada ou depender delas para trabalhar, passo inquieta quando não posso, usa-las.
Exemplo foi uma semana na praia. Minto, foram quatro dias e meio. Como os leitores atentos perceberam, não fui nem em lan house postar o texto da semana passada, de tão alheia à internet! 
Resultado: mais de 100 e-mails na caixa de entrada (que pela primeira vez lotou mais que spam), aniversário passados sem parabéns (não sei vocês, mas só lembro dos aniversários por causa do orkut), pedido da Natura com prazo perdido, quase perco a combinação do acampamento da confraria, e coisas assim. Depois de ler a tal reportagem me dei conta de quanto os contatos sociais e mesmo os profissionais dependem da internet. E do celular, por acaso alguém sabe o telefone de duas pessoas de cor? Já seria um recorde! E sem os contatos de e-mail? 
Fica praticamente impossível combinar algo sem e-mail, celular, MSN, o que for. Mas, ao contrário dos saudosistas, que acham que papel de carta perfumado tem mais valor do que um e-mail escrito especificamente para determinada pessoas, eu acho que as relações e a forma como elas se dão avançam com a tecnologia. Claro que nada substitui o contato humano, mas também se mantém contato por e-mail, por SMS, por MSN...
E novas formas de relações surgem. Um exemplo é esse grupo que escreve o blog: unido por idéias, dúvidas e internet!
E isso tudo sem falar no benefício profissional que a internet proporciona, mas isso já é assunto para outro dia.


Renata acha que a internet tem um lugar importante e inegável nas nossas vidas, mas que é importante também saber viver sem ela, ao menos por uns dias.

4 comentários:

Linda Carioca disse...

Ah, prefiro que me telefonem e me façam uma visita ! Não sou contra a tecnologia (pelo contrário,eu amo) mas sinto mesmo que as pessoas se afastam por conta dela ! BJS!

Sisa disse...

Oi Renata,
Mamãe esteve aqui na minha casa em SJC e depois de uns dias foi visitar uma amiga em SP. Esqueceu aqui o celular e o mapinha (que eu imprimi do Google maps, que é a salvação de quem não tem GPS - meu sonho de consumo). Sabia dois telefones de cor: da casa da minha vó e do meu tio. Não conseguiu chegar na casa da amiga, mas chegou no trabalho dela - afinal quem em SP não sabe dizer onde é a USP? hehehe. Enfim, recomendei que ela pelo menos anotasse e deixasse na carteira o telefone das filhas, pelo menos. O estrago podia ter sido menor. Beijo a todas!

Gisele Lins disse...

Rê concordo 100% com você sobre a utilizade de tudo isso, mas ainda acho tão, tão legal escrever uma cartinha a mão e mandar pelo correio (apesar de fazer uns 5 anos que eu mesma não faço isso).
Beijocas!

Angel disse...

Também concordo que internet é muito útil e importante. O fato de estarmos unidas por ela aumenta essa importancia pra mim.

Também adoro cartas escritas à mão, papéis de carta, visitas...

Confesso que a maioria dos números de telefones das pessoas que conheço está na agenda do celular... é um risco...rs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...