domingo, 31 de outubro de 2010

Como você encara o que lhe acontece?

Só nessa semana, cinco pessoas diferentes questionaram se as situações que relato no blog realmente aconteceram comigo ou se a minha imaginação é que é muito fértil.
Pois bem, novamente afirmo que todas as situações que relatei realmente aconteceram!
Não inventei uma única palavrinha...

Mas porque estou escrevendo isso hoje?

É que esses questionamentos me fizeram refletir sobre a maneira como encaramos as coisas que nos acontecem no dia-a-dia...

Preciso confessar que quando "coisas estranhas" acontecem comigo, dificilmente consigo encarar com bom humor.
Geralmente fico bastante irritada na hora.
Mas só na hora.

Mais tarde, quando relembro o que aconteceu e começo a pensar sobre o lado inusitado da situação, acabo me esbaldando de rir (inclusive das reações que tive na hora do ocorrido).

Uma dessas pessoas me disse que não conseguia acreditar como eu podia fazer piada de certas situações que deixariam qualquer um maluco (como o caso do meu vizinho "músico", por exemplo).

Pois eu respondo.

No caso do vizinho, por exemplo, na hora em que o sem-noção começa aquela barulheira toda, tenho ímpetos de ir à janela e gritar a plenos pulmões que ele pare com aquilo.
Mas me contenho.
É claro que aquilo me tira do sério!
Mas minha irritação some assim que a criatura silencia.
Pronto. Simples assim.

Não tenho vontade de carregar comigo frustrações e irritações a respeito de coisas que não posso mudar ou a respeito de situações e pessoas que não posso evitar.

Há tempos decidi tornar minha vida mais leve.

E penso que foi uma excelente escolha (pelo menos me divirto muito!)...


Déia escreve aos domingos e desafia a todos a encontrar o lado cômico de situações esquisitas...

3 comentários:

Enttreaspas disse...

Déia, adorei o blog de vocês, e esse texto especialmente. Também sou muito questionada sobre os assuntos que abordo no meu blog www.enttreaspas.blogspot.com, que vocês estão convidadas a conhecer! Meus leitores querem saber se os textos que escrevo se referem a algo ou alguém que conheço e na maioria das vezes (diferente de ti), nem sempre penso em algo ou alguém para escrever, de repente vem... e pronto.

Beijos e sucesso para as essas mulheres do 'De repente 30'.

Andréia B. Borba disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andréia B. Borba disse...

Oi Bibiana tudo bem?
Fico feliz que tenha gostado do nosso blog e também do meu texto.
Ao contrário de você, não consigo simplesmente sentar e escrever. Sempre penso em alguém, ou em situações vivídas. E me divirto muito, na maioria das vezes!
Grande beijo!
Déia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...