segunda-feira, 7 de julho de 2008

Dois caminhos

Anastácia estava naqueles momentos em que nos sentimos em uma encruzilhada com dois caminhos para se escolher mas apenas um para se seguir.

Ser ou não ser

Trair ou coçar

Pegar ou largar

Enfrentar ou fugir

Assumir ou mentir

Fazer ou deixar pra lá

Pensar ou agir

E por mais que ela pensasse, por mais que ela quisesse, o caminho do meio não existia, a probabilidade de que encontraria uma terceira opção era remota. E Anastácia sabia que o certo nem sempre é o fácil e muitas vezes é o caminho a ser percorido.

Desculpem a obscuridade mas Anastácia quando começa a pensar só pára quando resolve, mas até lá eu é que fico a deriva. Por enquanto a certeza que tenho é que escrevo no Blog as segundas-feiras. Silvia

3 comentários:

Marco disse...

É... toda escolha implica em renunciar a algo...

Mas existe uma teoria interessante citada no livro "UM" de Richard Bach. Toda vez em que dois caminhos se abrem a nossa frente, nosso ser se dividi. Um segue por um caminho e o outro pelo outro. Assim, na nossa vida, dezenas de "eus" vivem vidas paralelas com escolhas diferentes... quem sabe?

bjo.

Júlia Rodrigues, Maíra, Bárbara, Fernando, Wander disse...

Belo texto.

BJos!


Júlia

Lekkerding. disse...

Olá, passei por aqui apenas para deixar um link para Sisa, pois faço referência a ela... E não pude deixar de ler.

Estou quase na mesma. E resolvi deixar a vida levar, ela escolhe por mim, porque se eu ficar pensando... Vou surtar.

Beijos


P.S.: Para Sisa:
http://lekkerdingyaya.blogspot.com/2008/07/no-entendo-selismo.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...