quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Um encontro indesejado

- Ei! Psiu!

- Hã? O quê? Tu por aqui??? Háaaarrrgghh!!!! Não, não, e não! Nãaaoooo!!!!

- Há, pára! Não faz drama, vai.

- Mas como assim? Já? Mas, mas...

- Faz as contas ué. Quando tu achavas que eu viria?

- Que tal nunca? Jamé?

- E o que é que tem demais? Eu vim sozinho, olha o tanto que eu sou inofensivo e até bem bonitinho.

- Bem bonitinho uma ova. Xô capeta. Tu, por ti, não és mesmo nada, o teu problema é tua bandeira, o que tu representas. Se pudessem te contratar na campanha eleitoral teu candidato já estaria eleito, pois tu não mentes e todo mundo sabe disso. E ainda me aparece assim, furando a fila, bem na frente de todo mundo, o exibido, bem robusto e ainda bem forte. Desgraçado é o que tu és. Como assim tu aqui? Não é justo! Eu sou jovem ainda. Já não me basta pensar que falta pouco pra eu me tornar uma balzaquiana? Que, sim, eu já fiz um monte de coisas, mas falta tanto ainda por fazer! Eu nem virei atleta, fiquei sarada antes dos trinta, parei de fumar e criei um jardim, pensei em todas as inconseqüências que só nos cabem enquanto jovens (ou sequer as fiz). Espera aí! Ainda nem viajei para todos os lugares do mundo que eu quero conhecer, casei de vestido branco esvoaçante na igreja, tive uma filha que me rouba as maquiagens e acha a mãe dela a mulher mais linda do mundo. Não é justo, não é justo! Ainda por cima bem na semana que eu descubro que três dos meus amigos mais sedentários pararam de fumar, estão correndo, pensando em fazer a meia maratona e só falam do tal aparelhinho que grita calorias quando só se pensou no crime, que mede batimentos cardíacos e que apita quando o modelito de academia não está na melhor combinação. Olha que outro da tua laia se engraçou de aparecer por estas bandas e foi impiedosamente aniquilado assim que identificado!

- Ta aí, de nós não dizem que quando se livra de um aparecem três no lugar? Eu ainda vim sozinho! Ou pelo menos tu só enxergaste a mim! Por enquanto, hihi.

- Há, ta, vem com esse papo pra ti ver se eu não lanço mão agora mesmo de um arsenal que te esconde, te anula, te aniquila e me faz esquecer da tua existência e de tudo que ela significa.

- Mas não acaba comigo. Nunca mais.

- Pior, então, eu juro que abro mão do meu senso de ridículo e sou ainda capaz de te vestir de prateado brilhante horrendo, ou roxo, no meio do resto da galera sóbria e discreta, só pra tu morreres de vergonha.

- Arran. Sei. Venha vindo com esse papinho. Acredito.

- O quê? Desgraçado! Ainda debocha? Seu, seu, seu...

- Há, não reclama, vai. Pára de ameaças e pensa no lado bom, é uma barganha o que eu te ofereço. De um dia para o outro magicamente eu consegui te fazer não pensar uma única vez no quanto tu estás gorda, na celulite, no raio do bigode que cresce como mato, em como tu bufas pra subir uma ladeira, no quanto tua barriga até que continua retinha, mas a amplitude... E se faz festa de casamento ou não, e se as coisas vão bem com o trabalho, e no caminhão da mudança, e nesses raios de manchinhas na pele que insistem em aparecer, e se tu ainda é contra fazer plástica, e se será que dói, e blá, blá blá. Dá um tempo! Curte a paz de ter um único e constante pensamento: eu!

- Nem vem querendo colocar coisas dentro da minha cabeça.

- Dentro não. Só fora.

- GGGGGGRRRRRRRRRRRRRR!

Gisele Lins escreve aqui às quartas-feiras. Pelo jeito, tristemente, agora ela e o seu segundo cabelo branco (por enquanto, não sabe se o segundo ou se branco, mas por enquanto...).

5 comentários:

Milena disse...

Hahaha
E olha que eu me lembro da cara que você fez quando eu achei o primeiro!
Impagável!
bjos querida!

Mariana disse...

haahahahahah
adorei o texto!
eu tenho cabelo branco desde os vinte e bem poucos...rrsrsrs...
acostume-se pq a tendencia eh so piorar... hehehhehee
beijos!

Daniela disse...

Oi Gisele! Adorei seu texto!
Eu também me pego procurando fios de cabelo branco, mas ainda não achei nenhum, POR ENQUANTO...
bjs,
Dani

Lilian disse...

Nesses 1000 pensamentos q te assolam sobrou um tempinho p sentir nossa falta rsrs ?
Saudade! Da sinal de fumaca, vai?
Snif...

Angel disse...

Eu tenho cabelos brancos há mais de dez anos. Ranco todos. E essa história de aumentar é balela. Vou rancar enquanto puder... adiando a decisão de tingí-los.

bjo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...