sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Eleições 2008

Entra ano, sai ano, ou melhor, entra ano de eleição, acaba o ano de eleição, e eu juro pra mim mesma que não vou mais me emputecer por causa de política. Mas não tem jeito. É mais forte que eu. Este ano os candidatos, a Justiça Eleitoral e os eleitores conseguiram me surpreender. Todos eles!!

Primeiro a decisão do Ministério Público de impugnar a candidatura daquele que estivesse respondendo a processo criminal, mesmo que ainda coubesse recurso – embora apoiado pela população, esta decisão do Ministério Público não tem lá muito embasamento legal. Na realidade, é uma flagrante inconstitucionalidade, já que presume-se a inocência até prova em contrário. Mas cá entre nós: ELEGER CANDIDATO PRESO É PHODA!! Se os candidatos que respondem a processo criminal têm cara de pau de se candidatar, o cidadão não pode fazer nada, porque enquanto não tiver condenação irrecorrível, o sujeito tem que ser considerado inocente. E isto não é pra proteger o vagabundo,  é pra NOS proteger, nós, cidadãos contribuintes e alijados de todo e qualquer direito a não ser o de ficar calado. Se o Ministério Público tenta abusar da lei ao invés de zelar por sua aplicação, tentando impedir a candidatura destes “cidadãos”, isto pode até parecer ótimo à primeira vista, mas é uma aberração e o STF se vê na obrigação de impedir que a Constituição seja massacrada deste jeito. MAS O CIDADÃO VOTAR EM UM CANDIDATO QUE ESTÁ GRAVANDO PROPAGANDA POLÍTICA DE DENTRO DA CADEIA, AÍ JÁ É DEMAIS PRA MINHA CABEÇA!!! Teve um candidato a vereador no Rio que foi eleito de dentro da cadeia!! Pelo amor de Deus!! Onde é que nós vamos parar?! Uma coisa é o Estado ter que agir para manter seus próprios pilares, o que tem ônus e bônus – como ter que garantir o direito de quem ainda não foi condenado por sentença irrecorrível de eleger e ser eleito. Outra coisa bem distinta é gente votando em nego que tá na cadeia!!! Jesus de Nazaré! A maioria das pessoas são leigas, não entende bem porque é que o STF garantiu a vários candidatos que respondem a processo criminal o direito de se candidatar.  Mas acho que entender que ninguém vai pra cadeia porque tava rezando ou fazendo obra social todo mundo entende, né? Tudo bem, tudo bem! Existem sim os casos de inocentes que são condenados. Olha o caso dos irmãos Naves que não vai nunca nos deixar esquecer que erros judiciários acontecem. Mas se tem tanto candidato sem nem um único processo criminal nas costas, porque é, meu Deus, que tem gente que ESCOLHE votar em gente que JÁ ESTÁ PRESA?!!!

Outra coisa que surpreende é a capacidade das pessoas de simplesmente fazer de conta que eleição não tem nada a ver com elas. De quantas pessoas ouvi que, às vésperas da eleição, nem sabiam em quem iam votar?! Hoje mesmo comentei não me lembro com quem que eu tinha virado noite na internet, navegando pelo site do TRE pra vasculhar a vida pregressa dos candidatos e escolher quem ia me representar na Câmara. Fui chamada de maluca. Será que eu sou mesmo? Será que maluco não é quem vota por votar, vota por material de construção? Porque pobre coitado trocar voto por comida eu ainda entendo, mas gente supostamente instruída trocar voto por saco de cimento – pior: trocar voto por caixa de porcelanato! – é de lascar!

Mas houve notícias boas também. Pela primeira vez a Justiça Eleitoral foi pra TV desmistificar aquele e mail maldito que fala que 51% da população votar nulo, as eleições serão não terão legitimidade e vai haver outro pleito (incrível como que ninguém nunca foi na Constituição conferir esta informação, não é?). Pela primeira vez um candidato foi pra frente das câmeras e disse abertamente que sabe que precisa fazer alianças pra poder vencer o segundo turno, mas que os cargos públicos não serão moeda pra vincular estas alianças. O ACM neto levou ferro na Bahia!! Olha só que coisa boa!! Nem pro segundo turno o neto do coronel foi!! E falando em coronelismo, na região metropolitana de Belo Horizonte teve coronel pagando mico também. Gente que sempre teve certeza de que estava por cima da carne seca e que sentiu na pele as conseqüências de anos e anos fazendo o Poder Público de empresa familiar. Não que o que tenha ficado valha alguma coisa (votar este ano foi dureza), mas pelo menos o povo deu mostras de que não vai mais aceitar império travestido de república democrática! 

Laeticia fica triste de ver os candidatos e a Justiça Eleitoral. Mas fica mais triste ainda de ver que os eleitores se eximem de qualquer responsabilidade pelo seu próprio futuro.

Um comentário:

Daniela disse...

Laeticia, o pior é até os candidatos que já foram presos conseguem se reeleger, várias vezes (!). Segundo a sabedoria popular, "eles roubam, mas também fazem alguma coisa".
Li outro dia uma frase bem polêmica e interesante: "O problema do Brasil é que quem elege os governantes não é quem lê
jornal, mas quem se limpa com ele".
E parece que ninguém mais se importa mesmo, pois não existe nenhum tipo de mobilização. Todos estão bem confortáveis e quentinhos no "pêlo do coelho".
Bjs,
Dani

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...