sábado, 4 de abril de 2009

Março em três tempos


1º tempo: Níver

Modéstia muito à parte, março é O MÊS. E no último março completei meus 35 anos. É... os 30 já não estão tão repentes assim. Minhas parceiras de blog e alguns leitores já sabem que adoooooro aniversário. E melhor ainda é passar essa data com muitas (de preferência) pessoas que amo, um bom bolo e brigadeiros. Porém, dessa vez não foi bem assim. Foi um dia ótimo, cheio de abraços e presentes. O bolo já estava encomendado e, para minha surpresa, também foi um presente. À noite, na hora das comemorações, fui a um restaurante muito legal aqui em BH. Confesso que esperava mais amigos por lá. Paciência! Os amigos presentes no dia são pessoas que amo muito e me encheram de carinho e atenção. Além de minha mãe e meu irmão preferido (o único). O bolo estava fantástico, dormido então, ficou melhor ainda. Faltaram os brigadeiros, buéééé! O orçamento estava curto devido ao movimentado março que eu ainda teria.

2º tempo: Colação de grau

Menos de uma semana após meu aniversário foi minha colação de grau. Concluí minha segunda graduação: Secretariado Executivo. Pois bem, investi num pretinho básico bem em conta e em um sapato novo. Mas, pra variar, algo em mim era diferente das outros formandos: minha expectativa era brochante para a maioria das pessoas. Não estava eufórica, nem ansiosa pela chegada desse dia. Pra mim foi tudo muito normal, como da outra vez, me senti um peixe fora d’água em cima daquele palco, e aí sim, fiquei ansiosa pra tudo terminar rápido. Mais uma vez estive cercada de amigos que amo muuuuito e minha mãe, que não conseguia esconder a felicidade. Isso compensou toda e qualquer sensação estranha vinda do ET que vos escreve.

3º tempo: Férias – Caldas Novas

Alguns dias após a colação começaram as férias do trabalho. Ah, que maravilha! Como esperei esse momento! A viagem para Caldas Novas já estava planejada. Para a escolha do lugar levei muito em consideração o fato de viajar sozinha. Não queria ir à praia, nem sei o porquê, mas não queria. Paguei um bom preço, literalmente, por estar só. A hospedagem encarece um bocado para ficar em um apartamento sozinha. E lá fui eu! Caldas é uma cidade calma e deliciosa para descanso, exatamente o que eu precisava. As águas quentes são “tudo de bom”. Ficava com os dedos enrugados todos os dias de tanto banho de piscina. O passeio ao Hot Park foi ótimo (www.rioquenteresorts.com.br). A praia do cerrado é uma delícia e a adrenalina do Half Pipe foi o ponto alto das férias: adoooooorei! E adorei também as pessoas que conhecei: Vó Neide (uma graça!), Cacau (mulher forte e independente) e Dani (minha companheira no Half Pipe). E mais uma vez percebi claramente que uma morena de 35 anos, linda e charmosa (eu!!!!!) viajando sozinha incomoda muuuuuuuita gente. E ainda mais se ela não olha pra homem nenhum... rs! Descansar era meu objetivo e foi alcançado com louvor. Dessa vez também teve vinho, uma jarrinha só, num bom restaurante italiano. A banheira também estava lá, porém, dessa vez, não me senti atraída por ela como no Hotel Fazenda. Ficou de enfeite... Cá estou, de volta de Caldas, pretinha e cheia de boas lembranças.

Angel viveu um mês de março bem agitado! 
Adorou ficar cercada de pessoas muito amadas tanto quanto adorou sua viagem solo.

2 comentários:

Renata disse...

Ai, morro de inveja (da boa) dessa mulher que sabe o que quer, vai lá e pega!
Fico feliz por pelo menos ser amiga dela!
Bj!

Matheus disse...

Tudo de bom este mês de março em...
Fiquei devendo o almoço no dia do Niver... rsrsrsrs!!!
Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...