quarta-feira, 15 de abril de 2009

Oração para uma menininha aos dois

Que aos dois anos tua maior preocupação seja convencer a mamãe a te deixar vestir o que tu queres, mesmo que o resultado seja um susto para os outros. 

Que aos dois tu já saibas do que tu gostas e tenhas tua cor preferida, tua fruta preferida e teu jeito preferido de dormir, mas que continues muito curiosa e aberta para tudo o que é novo e se apresente a ti. 

Que tu já saibas conquistar o que tu queres, ainda mais se for com um sorriso, uma carinha sapeca, ou fazendo ombrinho, mas não com um chorinho. 

Que tu caibas inteirinha deitada na barriga do papai, e que ele tenha horas infinitas pra te deixar lá. 

Que tu aches que a mamãe é a mulher mais linda do mundo, e rezes para que tu sejas igualzinha a ela quando cresceres, só bem depois de estar cansada de andar dependurada nas pernas dela. 

Que o teu maior sonho seja que a tua fantasia de fada não se estrague nunca e que a mamãe te deixe ir para a escolinha com ela sempre que tu quiseres. 

Que tu já conheças o mar e a neve, o trenó e o papai-noel, as conchas, uma fogueira, os filhotes, as pantufas e as abóboras. 

Que tu saibas de cor a música que tu mais ama, e que a mamãe e o papai tenham muita paciência para deixar-te ouvi-la pelo menos mais umas setecentas vezes. 

Que tu te surpreendas a cada dia, a cada instante, e te permita rir muito, ficar atônita, com os olhos arregalados e a boca aberta, sempre que isso acontecer, sem se preocupar com o que os outros pensem de ti. 

Que tu sempre vejas coelhinhos e dragões nas nuvens e que tenhas muita pena dos que não vêem. 

Que aos dois você seja às vezes uma mocinha comportada como uma princesa, outras vezes endiabrada como uma espoleta e que já entendas que na vida terás que ser às vezes uma, outras a outra. 

Que aos dois tu já tenhas mordido a bochecha da melhor amiguinha, e já tenhas tido o pé mordido por ela também. 

Que tu já tenhas dormido em uma barraca, visto uma estrela cadente, lambido uma lágrima para ver que gosto tem, lambido um sorvete que depois caiu no chão e abraçado alguém de surpresa, tornando maravilhoso o seu dia. 

Que tu ainda sintas com prazer os raios de sol ou o vento batendo no rosto e ainda aches muito divertido perseguir as borboletas, interromper o caminho das formigas ou girar no mesmo lugar de vestido rodado até cair tonta no chão. 

Que tu adores os cães, a chuva, o trovão, o avião e o escuro, mas morras de medo de demorar muito para ver a dinda de novo. 

Que os anjos te protejam, neste e em todos os outros anos de tua vida, e que Deus te faça tão feliz quanto tu já fazes aos que te amam e te tem sempre, sempre no coração, mesmo que em pensamentos, mesmo que do outro lado do mundo. 

Gisele Lins escreve aqui às quartas-feiras. Parabéns Isadora, não cresça tão rápido, não, fique pequenininha na minha oração.

5 comentários:

Lila disse...

Impressionante como conheces tanto detalhes da vida dela e de sua personalidade, mesmo a distancia.
Tua sensibilidade e incrivel!
Linda!!!!!!!!
Preciso imprimir e guardar para a posteridade.
Podes me enviar por e-mail?
Desse jeito sera a dinda que ocupara o posto do ser admirado.
Ela sera muito orgulhosa de ti. Ja estou ate vendo quando vier com os papos de ser astronauta. E eu que aguente a reprise hahahaha.
Beijo!!!!!

Rosi disse...

Aff, menina
Que delicadeza foi essa? Fiquei emocionada de verdade. Arrazou.
Tenho certeza que quando a Isa crescer e ler isso, vai amar.
Bjs

Milena disse...

Nossa, quase rolou uma lágrima =D
Lindo demais.
bjos!

Renata disse...

Que lindo! E, com pequenos ajustes, vale pra mulheres de 30 também!

Parabéns!
Beijos!

Angel disse...

Perfeito Gi!
Lindíssimo!

bjos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...