quarta-feira, 18 de junho de 2008

Branco de Neve Moderno

(Versão de uma mulher em TPM dos personagens do conto de fadas mais conhecido e mais ridículo que já existiu).

Soneca: a anã adolescente. Sempre se se encostando em alguma coisa e com preguiça pelos cantos. Porém, vai o Branco falar em show, micareta, balada e shopping perto dela pra ver se ela não pula na hora com a disposição de uma leoa faminta.

Atchina: a anã hipocondríaca. Aquela que está sempre doente pra chamar a atenção das amigas, da mãe, da chefa, do mundo. Quando o Branco chega nem escuta direito o sussurro da voz da pseudo-adoentada, porém, em cinco minutos ela está aos gritos contando algo que a deixou injuriada, completamente esquecida da enfermidade.

Mestra: a que tira o Branco do sério querendo controlar a vida dele. Ele diz que não pode ir com ela comprar um violão porque tem futebol e médico (ele na verdade não está a fim). Vem a mocinha e pergunta “mas porque é que tu não vais direto do futebol para o médico”, porque daí daria tempo dele ir com ela comprar o violão. Ele diz que não dá. “E porque então você não vai ao futebol amanhã” – pergunta ela sem ter idéia de estar correndo o risco de ter a cabeça arrancada.

Zangada: a mocinha ofendidinha. Aquela que estava lá quando o Branco avisou pra todo mundo que na sexta ele ia a tal show. No sábado ela está ofendidíssima porque ele não a convidou, não insistiu, não passou na quarto dela, não opinou sobre a roupa que ela ia botar, não disse que ela estava arrasando. Ela sempre dá um jeito de resolver um problema dela tentando convencer o Branco de que está na verdade resolvendo um problema dele e morre de ofensa se ele não aceitar a oferta.

Feliz: a irritante que faz o Branco se sentir a última das criaturas, quando, após ele ter desfiado um rosário de lamúrias (nem sempre válidas, mas honestas naquele momento e pertinentes para quem se tem intimidade), ao invés de defendê-lo e xingar o universo com ele, sutilmente dá a entender que ela tem problemas muito piores que os dele e nem por isso fica por aí reclamando para os outros.

Dengosa: a anã carente. Não aquela que chega pro Branco e diz quer um colo. Mas aquela que prefere o sentimento de culpa dele por não ter dado atenção para ela em algum momento em que ela precisava tanto (sendo que ele não sabe mais diferenciar quais são estes momentos dos momentos comuns da vida dela). A que não pede o que quer, mas faz o maior jogo psicológico para que ele ofereça o que ela quer.

Dunga: a que é ótima ouvinte, mas que nunca vai tomar a iniciativa de perguntar o que foi, o aconteceu, se ta tudo bem com o Branco.

Branco de Neve: Só pode ser gay pra agüentar tanta mulher junta. Se uma em TPM já abala as estruturas de qualquer coisa (casa, emprego, amizade, relacionamento), imagina duas? Três? Sete? Haaaaaaaa!!!! Ou então em breve ficaremos sabendo que ele está desesperadamente em busca do bruxo malvado que sumiu desde o couro que levou no ano passado quando apareceu com umas tais maçãs quando Mestra e Zangada estavam em desespero por uma caixa de bis. O que ele dizia mesmo? Dormir eternamente?

Gisele Lins mais uma vez com uma TPM galopante. Foi ao médico buscar ajuda porque não se agüenta mais. Escreve aqui às quartas-feiras (de casa ou em breve do presídio se continuar assim).

6 comentários:

Julia disse...

muito legal seu texto...

TPM é uma coisa muito irritante!!!

abraços

Milena disse...

Bom, como eu não sei NADA sobre TPM só posso me divertir com seu texto tendo muita pena do Branco de Neve!!! kkkkkk
Muito bom Gi.

Carla disse...

Adoreeeeeiiiii o texto GI!!!

Muito criativa a forma de seu desabafo!

Também tenho uma TPM mortal, mas normalmente me divido em 3, eu Ruth e Raquel, o que já dá um trabalhão danado!!!!

Renata disse...

Hahahahhaha!! Adorei o texto! Mas sou solidária, já tive muita TPM e tive medo de matar alguém nesses momentos....Sério. Mas ir ao médico é legal, fui e estou menos sujeita às alerações hormonais agora!
Boa sorte!
bjs!

Sisa disse...

Já vi muita TPM engraçada... uma amiga minha terminava com o namorado (atual marido) todo mês. A Fafá (isso mesmo, essa do blog, vou contar pra todo mundo ahhaah) tem "ataque de bobeira", como ela chama. Fica dias atormentando quem está perto, cutucando o tempo todo e soltando gargalhadas por tudo e por nada. Eu fico meio carente. Essa semana pedi um cidadão em casamento, hahaha... E o mais engraçado foi que ele não achou má idéia, rs...

Angel disse...

Bem, eu nunca detectei sintomas de TPM em mim.

Adorei a história do Branco de Neve. Se vc tem esse humor todo em TPM, não é tão mal assim...

Carla, adorei o "eu, Ruth e Raquel"!. kkkkkkkk!

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...