terça-feira, 6 de novembro de 2007

Wolverine, Ciclope e Lobo Mau

Teve um domingão desses aí que num raro momento de insônia me peguei assistindo X-Man 1, 2 e 3 na seqüência. Até gosto de quadrinhos, mas daí a assistir tanto Marvel numa sentada só, tem que ter um motivo. O motivo se chama Wolverine. Não precisa falar mais nada, se é que vocês me entendem.

Agora acabei de pegar a última metade de outro filme com o Hugh Jackman, que, convenhamos, não é assim um padrão de beleza, mas também não é de se jogar fora. Mas aquela barba bem feitinha do Eddie não me convenceu. Prefiro o Wolverine.

Também já assisti numa única sentada a trilogia do Poderoso Chefão. Horas e horas incansáveis, admirando toda a estupidez e impulsividade ignorante de Vinnie Mancini, filho de Sonny e sobrinho de Michael Corleone, deliciosamente interpretado por Andy Garcia. Impossível não comparar Vinnie com Michael Hunter, em Nos Limites do Silêncio. Prefiro o Vinnie Mancini, apesar de tanta carnificina.

Agora eu fico aqui pensando com meus botões: o Wolverine e o Eddie são o Hugh Jackman, com alguns anos de diferença. O Vinnie Mancini e o Michael Hunter são o Andy Garcia, também com alguns anos de diferença. Como a natureza é infinitamente mais generosa com o gênero masculino, isso só os torna melhores. Tá aí de prova o eterno James Bond Sean Connery que só depois dos oitenta deixou de ser galã.

Wolverine e Vinnie têm algo em comum; Eddie e Michael também: aqueles são meninos maus, estes são bons meninos. Jean Grey não consegue fixar seu olhar nos olhos de Logan sem tremer nas bases, mas ficou com o Ciclope por instinto de sobrevivência. Mary Corleone, por sua vez, deixou aflorar seus instintos mais primitivos, e, por estar com Vinnie Mancini, se estrepou na escadaria do teatro saindo de uma ópera. Ainda bem que não gosto de ópera.

Jean Grey e Mary Corleone são meninas de família. Estudaram em boas escolas, são finas, inteligentes, bonitas. Poderiam ter ao seu lado qualquer bom menino, orgulho da mamãe e do papai. A primeira escolheu o caminho mais seguro; a última o mais emocionante. Dormiu com o fogo e acordou queimada. Evidentemente qualquer mulher normal preferiria ter ao seu lado o Eddie ou o Michael Hunter, este com o adicional de ser psicólogo, por essência compreensivo e sensível.

Eu me considero uma mulher normal, sabe, apesar dos ataques mensais de fúria que fazem de mim muitas vezes incapaz de me auto determinar segundo as regras básicas de civilidade. Sou menina de família, estudei em boas escolas e aprendi que com lobo mau não se brinca. ENTÃO VOCÊS QUEREM ME EXPLICAR PORQUE DIABOS EU NÃO CONSIGO DEIXAR DE ACHAR O WOLVERINE E O VINNIE MANCINI SIMPLESMENTE UM TESÃO?!!


Laeticia reconhece que sempre teve uma queda por lobos maus, mas todos eles acabaram se mostrando bonzinhos depois de domesticados. Acabou encontrando o lobo mau de sua vida por acaso e descobriu que na verdade seu lobo mau é um príncipe encantado.

6 comentários:

Gisele Lins disse...

Sim, sim, sim, eu concordo em gênero número e grau!!!!
Eu tb sou menina de família boazinha, mas é bem o lobo mau que mexe fundo comigo.
Uma delícia seu texto, Laeticia, sei muita risada!
Um abração!

Sisa disse...

Eu tive um Wolverine por vários anos, mas tirando esse, sempre gostei dos menininhos orgulho da mamãe e do papai e não deu certo do mesmo jeito...

Luciana Carvalho disse...

Sisa, fiquei feliz com a sua visita ao meu blog é bom saber que vc gostou, eu adorei o De repente 30, me identifiquei.
E quanto ao recomeço, acredite, ninguém morre de amor, hoje estou muito mais feliz, vivo minha vida com mais leveza.
A fila anda, mas com catraca seletiva.

Bjs

Angel disse...

Lobos Maus têm muito mais charme que os heróis. Estes são meio sem sal.

Seu príncipe encantado só parece ser um lobo mau pelo tamanhão dele. Como é grande esse moço!!!!

Que bom que vc encontrou o lobo mau de sua vida! Use e abuse!!!

Bjos

Silvia disse...

Aí Laeticia e moçoilas que adoram o Sean Connery, no sentido literal da palavra, mas o meu sonho de lobo mau mesmo é um misto de Roger Moore e Wolverine é claro! rsrs Mas por enquanto tá difícil encotrar algo próximo ao gênero! Beijos, Silvia.

Paula disse...

Eu não sei o que os caras maus têm, Laeticia, mas que eles têm um quê a mais, disso eu não tenho dúvida! Eu acabei optando pelo caminho da Jean Grey rsrs e sou feliz! Agora, aqui entre nós, Vinnie Mancini ou Andy Garcia, aff, é de tirar o fôlego rsrs! Eu tinha até poster dele no meu quarto!
Beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...