quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Estréia

Sensação estranha, não é? Um misto de “tomara que chegue logo” e “será que irão gostar?”. Parece até primeiro encontro: não sabemos no que vai dar, mas não vemos a hora de chegar!

Pensei, pensei, pensei (aliás, sempre penso muito)... O que deveria escrever? Veio a dúvida: uma apresentação formal, um texto despretensioso (imaginação conduzindo a escrita, sabe?), ou talvez algo político, simpático... Qual a melhor forma de estrear em um blog? Estréia mesmo, porque até hoje o máximo que fiz foi escrever comentários no Z de Zebra, blog que adoro aliás, da querida Andréa, minha madrinha virtual.

Acabei optando apenas por escrever e ser eu mesma, porque gosto de escrever e não conseguiria sustentar um personagem por muito tempo. Como estarei aqui, compartilhando com vocês pensamentos, sentimentos, crenças, ideais e amenidades (afinal, na vida, o ideal é dosar um pouquinho de tudo, não é?), quem não me conhece poderá ver quem sou e do que sou feita.

A idéia do blog em parceria é fantástica! Isto porque cada uma tem um modo particular de pensar sobre esta fase da vida que nos uniu e sobre outros assuntos também, e ainda assim poderemos nos expressar livremente! Sem censuras, sem senões, sem pensar em agradar; apenas com o compromisso de permitir aos outros que nos vejam como realmente somos. Esta diversidade é muito enriquecedora para todos que participarem deste projeto, porque criaremos um laço e, de repente, até aprenderemos com as outras e com os amigos que nos visitarem, a encarar situações de outras formas (como enxergar o copo meio cheio ou meio vazio, sabe?).

Mas quer sinceridade? Quer mesmo saber porque aderi à idéia? Ando lendo blogs com mais freqüência de uns meses para cá, principalmente o da Andréa e o da Sisa, completamente diferentes no estilo, mas igualmente interessantes, e a conseqüência foi que acabei me viciando rsrsrs. Deste vício estava crescendo a vontade de fazer algo parecido, só que ainda não me sentia preparada para embarcar sozinha nesta jornada... O convite da Sisa caiu como uma luva e preciso mesmo agradecê-la por me permitir fazer parte deste projeto!

Espero poder, com o passar das semanas, mostrar por meio de palavras quem é a Paula, o que ela pensa sobre vida, carreira, casamento, família, amor, amizade, trabalho, religião, perdas, preconceito, impunidade e por aí vai... Tentarei mostrar as mil faces de uma mesma mulher, tão repleta de contradições e ao mesmo tempo tão certa dos pilares que regem sua vida: família, amor, Deus e integridade. Vamos ver se vai dar certo!

Conversamos novamente na próxima quarta feira. Fiquem bem!


Paula é física, adora livros, exercício físico, planejamento, organização e seu doutorado; detesta imprevistos e abomina falsidade! Escreve aqui toda quarta feira.

11 comentários:

Milena disse...

Pronto Paula!
Confesse, nem doeu, não é?
=)
Mal podemos esperar para ver quem é a Paula!
Um grande beijo!

Vivian disse...

Oi Paula,

Engraçado que estamos juntas quase todo dia, mas acho que será de fato aqui no blog que vamos conhecer mais uma da outra. Bela estréia! Bjs

Débora disse...

Tamb�m acredito que a experi�ncia do blog vai ser muito enriquecedora! Parab�ns pelo texto! bjs

Aline Bahiense disse...

Assim mesmo que fica gostoso escrever: sem tentar limitar nos sentimentos. Muito bom Paula!

Sisa disse...

Oi Paula! Que bom que você está se aventurando aqui com a gente! O pouco da Paula que eu conheço já é tudo de bom. Espero conhecer mais aqui!
Beijinhos!

Luís Claudio disse...

Oi mocinha,

Vai dar tudo certo, tenho certeza que as pessoas irão gostar bastante dos seus textos assim como eu gosto. Divirta-se!!

Mil beijinhos!!!

Paula disse...

Realmente Milena, não doeu rsrsrs!

Viv... As amizades, às vezes, começam das maneiras mais surpreendentes! Acho que com a gente será assim!

Débora, é isso mesmo: as pessoas que Cecília reuniu vão tornar esta experiência inesquecível!

Não limitar os sentimentos não é fácil, mas tentarei exercer aqui, Aline. Foi a melhor saída que encontrei!

Sisa, adoro o seu "tudo de bom", porque sei que você fala lá do fundo do coração!

Luís... Imagino como deve ter sido difícil se aventurar por este terreno tão feminino. Obrigada por estar ao meu lado sempre! Beijinhos.

vanandram disse...

Ei, Paula!
Encarar o branco da página não é mole não, né?! Acho que é por isso que eu larguei as aulas de redação que eu dava em um colégio. Achava uma covardia com os meninos, pois cada um tem seu período de maturação. E qdo eu digo cada um, eu falo do escritor e do texto tbm!Mas o seu ficou bem legal, menina! Na quarta volto para conferir um pouco mais da Paula!Abraços!

Sisa disse...

Gente, que coisa linda! O marido dela apareceu pra dar forca! Viva o amor!!!!
Laeticia, fala pro Bola que ele vai ter que aprender a mexer na net pra comentar pra vc tb, rs!

Andréa disse...

Oi, Paulinha linda!!

Desculpe a demora! Só hoje pude comentar aqui, porque tô sem micro em casa... (tô postando aqui, na academia, enquanto a Yumi faz aula de natação risos).

Super parabéns pela estréia!!! Adorei seu texto e ainda por cima fiquei super faceira com esta idéia de ser sua "madrinha virtual".

Tenho certeza que vou adorar todos os seus post (e os das meninas também). Aliás, fiquei curiosa pra conhecer toda a galera!

Beijo grande.

Paula disse...

Realmente Vanessa, não é mole! Que pena para seus alunos, pois você sabia o quanto era difícil para eles, diferente de muitos professores por aí...

Pois é Sisa, na estréia ele veio, mas não acredito que vai ser assim toda semana não rsrsrs. Conheço o danadinho rsrsrs.

Oi Andréa!
Que bom que gostou! Não tem que pedir desculpas de nada; entre quando puder e será sempre bem recebida!
Beijos, querida!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...