sexta-feira, 24 de agosto de 2007

BLACK SHEEP

Outro dia entrei em um ônibus em BH. Sentei-me. Após alguns pontos e sinais um homem, por volta dos cinqüenta anos, entrou carregando os objetos escolares da filha. Carregando tudo, inclusive um moletom enorme, acessório indispensável a muitas adolescentes de mal com a silhueta, sempre para mais ou para menos.

A menina entrou logo depois do pai, parecendo odiar o fato de ter que pegar o “buzão” Mascava chiclete e carregava seu Mp alguma coisa. Lançou-nos aquele olhar de top model de quem olha para todos e não olha para ninguém. Pobres passageiros, pobres plebeus! Os olhinhos da princesa? Pintados de negro! Jeans básico, camiseta baby look, boca coloridíssima – de roxo. Unhas não menos coloridas – de preto!

Era até engraçada a menina com seu estilo Avril de ser: linda, sem querer parecer.
Quando virou-se percebi que não devia ter quinze anos, mas tive a certeza também de que jamais iria querer aquela festa cor-de-rosa, de fitas e filós. Afinal, isso deve ser a última coisa que uma menina que usa uma camiseta estampada “Black Sheep” pode querer.

Black Sheep... OVELHA NEGRA! Aquilo me impactou de tal maneira, talvez porque o texto da Milena estivesse fresco em meus pensamentos. O tempo...

Pensei logo na Maria Fernanda adolescente, como se eu fosse encontrá-la em casa entre parafernálias eletrônicas, convites para raves, ocorrências escolares... tão logo eu chegasse. Credo! Sai, sai, sai! Tive medo de voltar para casa!

O pai, um pouco distante da filha, lançava para ela um olhar terno, de amor imensurável. De maneira resignada aceitava essa fase ovelha negra da menina, mas acredito que olharia para a filha com a mesma ternura, caso ela quisesse ser uma alegoria da Avril Lavigne para o resto da vida.

Chegando em casa minha paspatinha dormia. Em seu berço um chocalho, uma bonequinha de pano e um bichinho de pelúcia, daqueles que a gente aperta a barriguinha e diz: I love you.

A vida tem dessas coisa...


Vanessa é educadora, trabalha atualmente com uma média de 150 adolescentes. Muitos já leram Bruna Surfistinha e teriam lido mesmo se estivesse em grego. Nunca encontrou entre seus alunos algum que vestisse uma camiseta com a estampa Black Sheep, mas nem precisa! Ela é uma mãe imensamente feliz pelo fato da Maria Fernanda ser um bebezinho lindo e saudável, de apenas 8 meses! Ela é uma mãe que também sabe que o tempo passa... E como passa...

Abraços! Até sexta.

17 comentários:

Anônimo disse...

lotacão ne? 0010...sei...
Muito legal esse texto...
nô podia deixar de privilegiar minha querida professoara...
BJinhos...Zula...

Milena disse...

Todos nós temos fases de perrengues.
Eu não fui punk e não pintei os cabelos, mas matava aula que só vendo.
E mesmo assim minha mãe se orgulha de mim e me acha o ser mais inteligente e esforçado do planeta!
Engraçado, não é?
bjos!

Paula disse...

Nossa Vanessa, este medo que você sentiu de sua paspatinha virar uma "black sheep" é um dos motivos pelos quais ainda não me arrisquei no misterioso universo da maternidade. Não sei se estaria preparada para isso...
Texto super bacana!
Bjs.

Simone Maia disse...

Isso me fez recordar minha adolescência! Ovelha negra o escambau! Eu era a ovelha do AVESSO!!! E meus pais, definitivamente, não me olhavam com ternura... Ahahahah...

Beijoca e bom final de semana pra todas do De Repente!!!

Bianca disse...

Nossa Vanessa...este texto é um espetáculo!!!hasuhaush...É engraçado que sempre acontecem situações que num olhar externo parece engraçado ou apenas uma bobagem, mas que mexe com a gente, que nos desperta um medo, que isso aconteça e de não saber lidar com essa situação...como vc mesma disse: A vida tem dessas coisas...
Ótimo textooooo...
bjuxxx

Gisele Lins disse...

Vanessa, muito legal o texto!
Não sou mãe, mas tenho uma sobrinha que carreguei no colo desde que nasceu. Hj ela tem quase 15 anos, e tem muitos trejeitos de aborrecente, mas se serve como consolo, a ternura dos olhos de uma criança meiga, como a que vc viu na "black sheep" não vai embora nunca, e eu acredito que volte a predominar em outra fase da vida. Não esquenta com sua paspatinha!

Muito bom o texto! Um abração!

Sisa disse...

Oi Vanessa!
Eu tambem prefiro a Maria Fernanda agora, que nao tem vontade propria e muito menos revolta propria, rs...
Beijos

Anônimo disse...

po naõ é por que a garota usa uma camiseta "black sheep",que ela deva ser assim como descreves em teu texto.as vezes ela pode estar só em uma fase ruim da vida.

Andressa Santiaga Baez disse...

po não é por que a garota usa camiseta "black sheep",que ela deva ser assim como descreves em seu texto.as vezes ela pode estar só em uma fase ruim da vida.

reinaldo disse...

Black Sheep é uma marca de skate boa e digamos "famosa" ...
voce ja pensou que ela poderia estar usando aquela camiseta por isso ?
...

Anônimo disse...

Black Sheep é uma otima marca !!
isso que vc esta fazendo é preconceito,pois cada um tem direito de usar e fazer o que quiser!
ou vai me dizer que qndo vc era adolescente nao fez de diferente?

Anônimo disse...

eu gosto das coiiisas da black sheep ;D

Pââm * disse...

Poxa, eu gosto da black sheep, é uma marca muito boa de skate... Eu gostei do seu texto mas parece mesmo um pouco de preconceito... Eu uso black Sheep, ando de skate, não suporto a Avril Lavigne, mas cada é cada um... E nem por isso sou uma revoltada... Sou revoltada com as coisas erradas que existem no mundo (preconceito é uma delas), claro, como todos deveriam ser, talvez assim o mundo fosse um pouco melhor! E não se preocupe se um dia sua filha aparecer em casa usando Black Sheep, é só uma marca de roupas que usa uma ovelhinha preta nas estampas!

beeijos, Pââm =)

SrChato disse...

Preconceituosa lala lala .. Preconceituosa lala lalaaaaaa..
Sinceramente o que eu mais quero é que sua filha .. Pense por si própria não siga um estilo que a sociedade diz que é certo mais sim o que ela goste .. E ahh Black Sheep é uma marca grande na area de material para Skatetistas.. ^^

Luiz Phelipe Brecci disse...

Realmente, gostei muito desse texto, é bem legal, até li uns outros textos seus, São realmente ótimos.

Ps:Para todos que estão dizendo (ou pensando) algo como "preconceituosa" vcs têm uma interpretação de texto excepcional não é mesmo?

Anônimo disse...

Bom gosto muito da marca Black Sheep e é umas das mais favoritas... por isso minha mãe disse q sou ovelha negra... por ser respondão e tudo +...


mas num comentario..."A Black Sheep é expressamente contra qualquer tipo de rotulação ou discriminação no Skate tanto nas manobras, nas modalidades ou o estilo de andar e se vestir assim como as músicas que você ouve.
Skate não tem regras, pode ser praticado no seu estilo e quem decide ele é só você e suas influências na vida.A Black Sheep não cria nenhum tipo de estilo ou tendências em suas roupas e produtos!!!"

isso já diz tudo né... preciso falar algo +...

Anônimo disse...

..."A Black Sheep é expressamente contra qualquer tipo de rotulação ou discriminação no Skate tanto nas manobras, nas modalidades ou o estilo de andar e se vestir assim como as músicas que você ouve.
Skate não tem regras, pode ser praticado no seu estilo e quem decide ele é só você e suas influências na vida.A Black Sheep não cria nenhum tipo de estilo ou tendências em suas roupas e produtos!!!"


/agree... Black Sheep eh uma otima marca diga-se de passagem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...