sábado, 15 de setembro de 2007

Cansada

Esta semana a palavra acima me define perfeitamente. Talvez eu esteja com alguma dificuldade obscura em administrar meu tempo e meus afazeres. Talvez eu esteja cansada, ansiosa, estressada - esta é a teoria que sempre encontro quando digo a alguém que minha cabeça dói constantemente, minhas costas arqueiam como se sustentassem 700 kilos, e tenho vontade de dormir 16 horas por dia. Ah, o estresse. Sempre ele. Mesmo que seja ele apenas um nome dado à condição sobre a qual não se conhece causa nem muitas vezes o efeito. Cura? Como curar o desconhecido? Quiçá pudéssemos desenvolver tal pílula.
Apesar de trabalhar durante 3 anos sem férias, ser praticamente workaholic assumida, e de me pegar em vários momentos do dia pensando em me esticar em alguma areia de alguma praia de águas transparentes, acredito mesmo que meu cansaço é algo muito além dessas miudezas.
É um cansaço do mundo, da miséria, da ganância, da indiferença.
Cansaço da interpretação ao pé da letra, de qualquer interpretação, do sorriso amarelo dos hipócritas, do tapinha nas costas de quem quer levar o mérito pelo trabalho árduo dos outros. Da falsa simpatia de quem quer se aproveitar das pessoas. Do desinteresse coletivo pelo patriotismo. Da agressão sem fim ao meio ambiente.
Cansaço das contas, dos juros, dos bancos, da exploração ao cidadão honesto. Dos impostos provisórios que são eternos, dos deveres injustos e crescentes, dos direitos - mesmo os mais elementares - só alcançados anos depois e com muita luta.
Cansaço de acordar todos os dias no mesmo mundinho, no lugar onde pessoas aprovam seus próprios aumentos de salário e absolvem seus iguais dos crimes contra a nação, onde criminosos esfregam diariamente na nossa cara que o crime compensa - assim mesmo, sem ética, pudor ou qualquer outro sentimento nobre - onde o privilégio é somente para o ladrão.
Cansaço de lutar contra a balança e de perder a batalha por falta de disciplina ou força de vontade. Do analfabetismo funcional, da inflamação desnecessária, das bandeiras levantadas por causa nenhuma, da pobreza de caráter de muitos. Dos altos e baixos. Das idas e vindas.
Cansaço da fragilidade das relações, da incerteza inerente a qualquer plano, da metade que não é.
Cansaço da busca constante pela perfeição, pela grandeza, pelo nirvana, por ser completo.


Milena escreve aqui todos os sábados. Normalmente escreve coisas mais alegres, meigas e felizes. Mas nem sempre a vida é assim, não é? Agora volte 2 semanas atrás e leia 4 vezes o texto mais feliz de todos os tempos. Vá! Clique aqui e seja feliz!

10 comentários:

Angel disse...

Oi Milena,
Ainda bem que esses dias de cansaço acontecem com todos nós. Eu também estou me sentindo farta de muitas coisas, e pior, de coisas que não posso modificar. Mas é essa certeza de nosso lado feliz que nos faz continuar no mesmo caminho, mesmo sabendo de tantos motivos de cansaço.
Bjos
Angel

SM disse...

É... Quase todos se sentem assim em algum momento. "Quase", porque os que sempre se dão bem na vida massacrando os outros não se sentem cansados, nem física nem mentalmente. Não fazem nada a não ser torrar o dinheiro alheio e viajar o mundo com a consciência tranqüila de um devoto de Nossa Senhora Aparecida, como o Sr. Renan, que ainda encontra tempo de ir à igreja para agradecer pela vida boa que tem levado...

Paula disse...

Ô Milena...
Como você mesma disse, a vida é feita de altos e baixos, de uma montanha-russa eterna...
Normal e natural sentir cansaço e aversão a tanta coisa que nos é apresentada todos os dias. Não dá para ser feliz 100% do tempo com tudo que acontece em comum às pessoas e em particular a cada um.
Sorte que pode se sentir assim, afinal você é humana e não uma máquina!
Mas sinto saudade dos seus textos mais alegres, embora este seja tão bom quanto!
Beijos.

Sisa disse...

Oi Mi,
Como eu te disse, você me mandou este texto pra eu ver justamente no dia seguinte à VERGONHA no Senado. Como eu te disse, talvez nosso cansaço comece sim com S, mas ao invés de terminar com -tress, termine com -em vergonhice, -enado e outras barbaridades mais.
Beijos.

Carolina disse...

Oi Mi...
mesmo triste seu texto é lindo.
beijos e boa semana!
(http://minhavidadecao-carolina.blogspot.com/)

Débora disse...

OI Milena!! Consegui ler seu texto só hoje e por incrível que pareça se casou perfeitamente com o que estou sentindo: Cansaço!!!!É, eu sei q é segunda e que tenho a semana inteira pela frente e isso me deixa mais cansada ainda.rs
Estou curtindo aquela TPM e também estou estressada com o trabalho, estive fora de PB por muitos dias à trabalho...Sabe aquela vontade de sair correndo sem olhar pra trás?!Então, isso resume meu início de semana!
bjs e força pra nós!

Tati Maria disse...

Poxa, é cruel sentir esse cansaço. É um cansaço que existe simplesmente pela nossa egoísta existência. Descansar? Talvez só se todos juntos resolvermos fazer algo de útil...
Mas, seja superior a esse cansaço, tente manter na lembrança e aplicar ao seu dia, tudo o que vc escreveu em 1 de setembro....

dj disse...

junte-se ao clube?

Milena disse...

Angel,
o pior sentimento, o que mais desgasta é realmente o da impotência. Nessa hora, tento manter o foco em mudar o que está dentro de mim. Assim, quem sabe uma pequena pedra jogada numa praia distante não se torne uma tsunami em algum lugar?

SM,
espero que a força de Maria, mediante o "agradecimento" do ilustríssimo, se revele inspiradora. Só ela pode nos ajudar...
(lembrei da Nossa Senhora mostrada por Ariano Suassuna em O Alto da Compadecida, livrando os justos e punindo os infiéis).

Cecília,
pois é... isso realmente me deixou cansada. Mas sabe, eu realmente acredito que cada povo tem o governante que merece. O nosso Senado é reflexo da nossa maioria. Sim, eu sei que tem gente muito boa nesse país, da mesma forma que sei que não é a maioria.

Cá,
obrigada. Nada comparado à tristeza da vida de cão, claro. Fico até com vergonha de reclamar...

Débora,
sei exatamente da vontade de sair correndo sem olhar pra trás. Queria muito poder. Ou dormir por um mês. Ou fazer um casulo e acordar em um mundo transformado, nem que seja dentro de mim mesma.

Tati,
todos fazemos algo útil. O problema é que não fazemos isso juntos. Existe uma fórmula? Se sim, por favor me digam...

DJ,
só se tiver carteirinha com foto!

bjos a todos e obrigada pela força!

Thalita disse...

Cansaço maior também pode ser obtido em um dia inteiro no Hopi Hari culminando com um vôo no skycoaster!
De novuuuuuuu!
Mas a musica que cantamos combina com seu texto: It's a dam cold night/Trying to figure out this life...
Beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...