segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Entendendo as diferenças

Apaixonei-me poucas vezes e senti um único grande Amor.

Nas paixões não enfiei o “pé na jaca”. Pra mim existia um grande lago formado de papa de jaca, onde eu mergulhava de cabeça... e para emergir, só depois de um bocado de sofrimento.

Nessas poucas paixões fui me chocando com as muitas diferenças de comportamento entre homens e mulheres, ou o problema seria com os homens (errados) que eu escolho? Acredito que não, já ouvi vários casos parecidos com os meus. Será que tem tanto homem “errado” por aí?

É impressionante a dificuldade deles em tomar uma atitude definitiva, principalmente quando a situação é o término de uma relação. Se não desaparecem feito fumaça, adiam o máximo que podem o momento do “pé na bunda” e na hora H dizem: você vai encontrar uma cara que te mereça de verdade. Que pieguice! Tudo bem, sou romântica e gosto de uma frase de efeito, mas exijo que seja criativa e que realmente produza algum efeito, e bom.

Prefiro me lembrar dos momentos apaixonados dessas relações que no fim broxante de algumas delas.

E comecei a entender que não adianta esperar o que eles não sabem e não querem dar: objetividade e clareza.

No Amor tudo começou a ficar mais fácil. Pois foi aí que a paciência que jamais sonhei em ter brotou de mente e coração. Dei Viva! Precisava ser mais tolerante, aprender a conviver em paz com o, definitivamente, diferente. E assim foi. E é até hoje.

Não estou vivendo uma história de amor, porém já tenho a paciência de quem ama quase incondicionalmente.

Incondicionalidade completa é muito transcendental, acho que não chegarei a tanto. Esse é mais um lado bom de ser balzaquiana, já consigo perceber até que ponto posso chegar, a diferença é que sempre deixo claro o que podem ou não esperar de mim.


Angélica é pisciana, portanto, uma romântica incorrigível. Acredita que Amor e Admiração andam juntos, um chamando o outro. Não está procurando um amor, mas pode encontrá-lo a qualquer momento.

4 comentários:

Paula disse...

Angel, você já ouviu a frase "Quem procura, acha?". Pois é, com o "amor", acontece exatamente o contrário rsrs.
Você está no caminho certo: não são apenas homens e mulheres que são diferentes; cada pessoa é diferente da outra e isto que é demais no relacionamento humano!
Torço por você: para que encontre, quando menos esperar, algo que só você sabe o que é!
Bjs.

Vivian disse...

Angelica, me identifiquei muito com seu texto, parece até que eu quem escrevi. realmente são incriveis as diferenças...

Sisa disse...

Oi Angel,
Eu também sou romântica incorrigível, mas ao contrário de você, desde que nasci estou procurando um amor. Já até achei, infelizmente era um amor pra durar e ser importante por um templo limitado. Mas tenho fé que um dia aparece aquele que vai ser pra sempre.
Beijos!

Sisa disse...

Ah, sim, adorei a papa de jaca, rs. Eu também já tive vários lagos de papa de jaca na vida!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...