sábado, 8 de setembro de 2007

Aprendi

Pois eis que aqui estamos nós. Aos 30. Algumas quase lá, outras um pouquinho além. Tenho que admitir que nem foi tão de repente assim. Mas convenhamos, a essa altura da vida, dá para ter noção de muita coisa. Muitas lições foram aprendidas. Outras tantas foram ignoradas. E fazendo um balanço das coisas mais importantes que eu - Milena de Oliveira, 28 anos, residente no planeta Terra - aprendi, acabei chegando à seguinte lista:


Aprendi

A gostar de mim em primeiro lugar,
Que amor certo é aquele que acontece na hora certa,
Que a medida de amar não é amar sem medida,
Que o tempo não é algo passível de perda,
Que ter um bom caráter não se aprende e humildade se ensina no berço,
Que ter é imprescindível e nossa fé em uma entidade superior cresce à medida que decresce nossa fé na humanidade,
Que a vida acontece enquanto nos preparamos para ela,
Que nossos sonhos são o que temos de mais real e palpável,
Que o que somos de verdade é o que as outras pessoas vêem, não o que achamos que somos nem o que encontramos no espelho,
Que amor incondicional, quando existe, é amor de mãe para filho,
Que palavras realmente ferem,
Que perdoar é difícil, mas está longe de ser impossível,
Que lutar é necessário e que perder é algo que acontece com os outros,
Que às vezes o melhor que temos a fazer é desistir,
Que ter ideais é diferente de ter opiniões,
Que não precisamos ter opinião sobre tudo,
Que precisamos de força para vencer nossos medos,
Que precisamos de alguém com quem dividir nossas alegrias,
Que você, e somente você, pode se salvar, mas uma “tábua de salvação” vem sempre a calhar,
Que é mais feliz aquele que ri de si mesmo porque realmente acha graça.


Milena estava introspectiva no momento em que escreveu esse texto - com caneta e papel enquanto esperava a PMR - e só parou de escrever porque a lista de coisas que ela não aprendeu começou a tomar forma em seus pensamentos. Escreve aqui aos sábados.

13 comentários:

Angel disse...

E aprendendo nos construimos. Tenho certeza de que essa lista terá páginas e páginas em pouquíssimo tempo. Nós aprendemos mais um pouco com o seu aprendizado.
Obrigada,
Angel

Paula disse...

Nossa, Milena, como você consegue? Cada texto seu é tão profundo, intenso e sempre me faz parar para pensar rs! Adoro os momentos de sábado em que passo pensando no que escreveu! Para mim, o mais difícil é me aceitar e tudo mais que decorre disso!
Muito bom!
Bjs.

Gisele Lins disse...

Mi!!! Por favor me ensina alguma destas coisas? Por favor, por favor, por favor?
Amei seu texto, querida, lindo, lindo!

Sisa disse...

Milena,
Eu realmente acredito que a única coisa que a gente leva na vida é o que aprende nela. E pelo jeito sua bagagem está muito boa, né?
Beijos

Renata disse...

Milena, adorei seu texto! Tomara que eu consiga aprender algumas destas coisas tambem, pq algumas tocaram bem na ferida! Como é que tu sabia?
Bjs!

vanandram disse...

Faço minhas as palavras da Paula! Achos os seus textos muito interessantes!Esse, especialmente, uma lição!
Beijos!
Vanessa.

Carol disse...

Milena...
só pra variar, né... muito bom! realmente.
Mas, como boa amiga que sou, me vi obrigada a discordar e comentar algumas frases..rsrs
primeiro, discordo que a medida de amar não é amar sem medida... pra mim é sim, a medida certa de amar, é amar sem medida...rsrsrs

sobre amor incondicional vc escrever bem... "quando existe"...

e legal que perder seja algo que acontecem com os outros!!!! rsrs

ah, obrigada por ter incuído uma frase exclusiva pra mim...rsrs

"que as vezes o melhor que temos a fazer é desistir"...

Amei seu texto!
Boa semana pra vc!!!
beijos

Gisele Lins disse...

Mí, outra coisa... Vai dizer que os textos que "chegam" com papel e caneta não tem uma mágica maior pra gente?
Eu os respeito e os amo muito mais!

Tania disse...

Fantástico seu texto! Estou aprendendo muitas dessas coisas, e, apesar de ser um duro aprendizado, tem me feito muito bem!

Tati Maria disse...

Por que quando lemos certas frases ou textos temos a certeza de que são verdades absolutas? Concordo absolutamente com o texto. Agora. Mas, e daqui a alguns dias. E quando eu estiver nervosa? Não interessa. Afinal, o que interessa é momento que está sendo vivido exatamente agora. E, se agora eu concordo, ótimo! E não concordaria há alguns anos atrás ou daqui outros?? Não sei... Se bem que, se a concordância com estas frases vai além de balançar a cabeça como dizendo um "sim", então, a concordância está na personalidade e daí, é quase impossível mudar de opinião quanto ao texto. Enfim, tantas coisas parecidas e tantas outras diferentes eu, agora, acho que aprendi.....

Laeticia disse...

Acho que voc� aprendeu outra coisa que n�o listou a� :-) que tudo na vida � quest�o de prioridade e custo/benef�cio. E que a vida com leveza faz muito bem pra pele!

Milena disse...

Angel,
eu é que tenho que agradecer! Compartilhar esses pequenos flashs de aprendizado com vocês têm sido muito bom.

Paula,
acho que nos aceitar como somos é o maior desafio de nossas vidas. Mas não vamos desistir. Provavelmente você é muito melhor do que acha que é!

Gi,
aposto de olhos fechados que você sabe algumas dessas coisas bem mais do que eu!

Cecília,
pois é, acho que nenhuma de nós pode reclamar que a bagagem está leve demais. Fico só imaginando quando mudarmos pro blog dos 40, 50, 60...

Rê,
vai por mim, eu não sabia! rs. Mas essas coisas a vida nos ensina, de forma que quem viveu, também aprendeu. A ferida é ampla...

Van,
obrigada! É muito bom dividir com vocês!

Cá,
espero que você viva até o último dia pensando que a medida de amar é amar sem medida! Mesmo =)
E a minha frase para você é sincera demais!

Gi,
pois é! gosto muito dos textos escritos à mão... e acho que estou tendo um certo bloqueio literário-computacional... sei lá... rs

Tati,
não existem verdades absolutas. O momento é o grande senhor da nossa existência. Mas lembre-se: o que somos na essência nunca muda...

Lê,
hahahaha
faço minhas as suas palavras!
tudo mesmo é questão de custo/benefício e nada vem de graça, nem o pão nem a cachaça...

Kimera Kenaun disse...

Então... Vc já até respondeu todos os comentários, mas eu gosto de te empatar a vida... rs rs
Brincadeira, ñ podia ficar sem comentário esse texto...né? Fala sérió, é uma lista e tanto...eu nem tenho moral pra dizer o q aprendi na vida... as vezes acho q tá tudo sempre errado... vc me fez ver q nem sempre...beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...