quarta-feira, 3 de outubro de 2007

De repente, 30...

Falando do tema que nos reuniu neste espaço: De repente, 30...

Já ouvi muito por aí que os 30 anos são a melhor fase da vida de uma pessoa, porque ela ainda tem o vigor dos áureos 20 aninhos, mas com maturidade para realizar os sonhos sonhados. Resumindo: agora os sonhos podem ser reais! Não estou falando em namorar o Brad Pitt (Angelina Jolie chegou primeiro...); eu me refiro aos sonhos tangíveis, aos objetivos que podem ser concretizados por meio de nossas ações. Esta é a grande vantagem desta idade!

Mas preciso confessar uma coisa: este foi meu lado racional falando. Emocionalmente falando, trocar a dezena não é fácil! Já me apeguei a ela! Lembro bem do meu dermatologista: aos 20 me dizia para apenas lavar o rosto com um bom sabonete e usar filtro solar; hoje, além disso, já estão na pauta os cremes para retardar a ação do tempo! Como assim?!

Analisando prós, contras e inevitáveis (o tempo passa quer eu queira quer não), considero esta fase muito especial. È aqui que são tomadas as grandes decisões, as que realmente refletirão em um futuro próximo ou distante. Casamento, carreira, filhos, viajar ou economizar, baladas ou doutorado (visão pessoal rsrsrs), aprender ou não a administrar a cruel linha do tempo... Sim, porque o tempo não é responsável apenas pelo envelhecimento, mas pelo não dito, não tentado, não feito, não aproveitado... Todos esses particípios passados que se acumulam e não podem mais ser mudados, mas podem levar a um profundo arrependimento... Arrependimento este que pode destruir, pois nada pode ser feito para mudar o passado, a linha do tempo não faz curva, segue sempre em frente!

Este é o momento de decidir definitivamente quem serei, qual será minha postura frente à vida, como viverei cada instante que me é dado de presente. Já tive os 20 anos para acertar e errar, na base da tentativa e do erro ou mesmo por não pensar nas conseqüências. Só que agora não pode mais ser assim. Vou tentar até quando uma carreira, um relacionamento ou ser feliz? Vou decidir de forma experimental? Nããããão! E sabe o por quê? Porque agora eu já sei decidir, sei arcar com as conseqüências destas decisões e sei que não quero deixar mais nada em aberto no passado, me atormentando.

Quer saber? Que venha a nova década e que seja muito bem vivida! Tentando pensar de forma racional, mas emocionalmente abalada com os cremes antiidade rs.

Até a próxima!


Paula é metódica, perfeccionista, persistente (como boa capricorniana) e está tentando aprender a aceitar seus erros e a tirar lições deles. Sabe que o tempo vai passar e quer que esta viagem seja feita da melhor forma possível! Escreve aqui toda quarta-feira.



7 comentários:

Débora disse...

Paula,

Concordo plenamente com vc: "Que venha a nova década e que seja muito bem vivida!!!" Muito bom o texto!bjs

Andréa disse...

Paulinha!!

Adoro seus textos! Todos, sem exceção! E adoro o das outras meninas também, tanto que estou sempre aqui visitando.

Por isso, deixei um presentinho pra vocês no meu blog. Passem lá pra conferir!!

Ah, e sobre a virada dos 30: esquenta não... já, já você acostuma com o número novo.
E sabe o que é pior(ou melhor)? Eu, que já passei dos 30 faz uns aninhos, me sinto como se tivesse bem menos. Isso é o que importa! E você, rata de academia que é, com certeza vai se sentir assim também.

Mil beijos.

Aline Bahiense disse...

Adorei seu texto. Duro é decidir e não errar, para que não haja o arrependimento... Ainda mais que agora são decisões cada vez mais importantes. Mas com certeza a maturidade ajuda. E vamos seguir em frente por mais alguns anos com pele de bumbum de neném (nada que um bom creminho não colabore!).
bjs

Sisa disse...

Decididamente esse blog tem influenciado minha vida. Semana passada eu fiquei salivando por bolinho de chuva até fazer meia receita e comer literalmente tudo sozinha. Ontem fui ao supermercado e me vi comprando um creme (francês e barato, morram de inveja) pra mulher enrugada...

Louise disse...

Oi Paula!!!
Adorei seu texto! Também espero que chegar aos trinta seja alcançar a melhor fase da minha vida!!! Será que me identifico tanto com o que você escreve por ser capricorniana também? rs
Bj!

Laeticia disse...

Eu, que já tenho trinta, tudo que quero é chegar nos 40 com cara de 40, nos 50 com cara de 50 e por aí vai. Acho que cada fase da vida da gente tem suas dores e suas delícias. Ainda bem que são muito mais delícias!

Paula disse...

É isso aí, Débora, força para nós! Afinal, ainda temos muita vida pela frente!

An, obrigada pelos elogios! Sua opinião é muito importante para mim, porque você é uma pessoa muito especial que Deus colocou em meu caminho. Quanto à academia, vou tentar seguir seu exemplo de disciplina rs, mas rata faz tempo que não sou!

Aline, definitivamente esta é a parte mais difícil, não se arrepender... Sem isso, a vida seria muito mais leve e o rostinho com pele de neném, duraria bem mais!

Escuta, Sisa, sorte sua que poder comprar um creme francês barato aí rsrs! Faz seu estoque, menina! Quanto à influência, era inevitável, a gente acaba trocando informação, criando laços e as pessoas conseguem chegar em nós. Por isso o blog é tão bom!

Oi Louise! Pode ser sim que o fato de sermos capricornianas nos faça ter uma perspectiva parecida de alguns pontos; e o interessante é que adorei seu texto também. Devia escrever mais!

Sem dúvida, Laeticia, o melhor é "vestir a camisa" rsrs. Nada de ficar parecendo uma barbie que saiu da fábrica, igual a outras tantas, assinadas pelo mesmo cirurgião! Agora, se pudermos estar inteiraças nas nossas décadas (porque nos cuidamos), deve ser maravilhoso, não é?

Beijo grande meninas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...