sábado, 13 de outubro de 2007

Ao mestre, com carinho

O dia do professor se aproxima. Todos nós tivemos vários professores em nossas vidas, de alguns lembramos com extremo carinho, de outros, nem tanto. Há professores que são professores, cumprem o seu papel dando o conteúdo, corrigindo as atividades e aplicando avaliações. Há professores que são verdadeiros mestres. Esses fazem a total diferença.

Professores mestres passam pelas nossas vidas, mas deixam um pouco de si. São aqueles que nos deixam extasiados em suas aulas; preocupam-se com o fato de termos compreendido ou não as explicações dadas, querem e aceitam opiniões dos alunos, discutem, questionam, criam um espaço para o conhecimento existir e não apenas para ser transmitido.

Tive mestres em minha vida, em cada etapa escolar. Lembro-me da “tia” Nazareth, que um dia escreveu em um texto que eu havia produzido: “Uma pequena grande escritora”. Aquilo foi muito legal porque eu queria sempre escrever mais e melhor e esse elogio verdadeiro me incentivou. Eu tinha 9 anos!

Quando eu estava na 6ª série, a professora de Ciência fazia toda a diferença. Muito carinhosa, a professora Rosane estimulava cada um dos alunos a gostarem do conteúdo, a terem um interesse especial por Ciências.

Fiz ensino médio técnico – magistério - e foi com Giannetti, professora de práticas de ensino, que eu aprendi a seriedade da minha profissão, que eu sigo até hoje. Ela não era carinhosa, era bastante séria e tinha uma postura de sala de aula que eu jamais vi igual. Ela me deu disciplina e me puxou a orelha várias vezes. É claro que eu não gostava, mas nunca deixei de reconhecer que eu precisava.

Na faculdade lembro com especial carinho da Vera Casanova, doutora em Literatura Brasileira e Poeta. Ela nunca dava provas, tratava o plano de curso semestral como um aliado em sala de aula e não simplesmente como algo que devesse cumprir obrigatoriamente. Cada assunto era dado de maneira criativa, fazíamos leituras dramatizadas e ríamos, ríamos muito! Estar com a Vera, além de um passaporte garantido para o conhecimento, era também a certeza de estar com alguém que gosta do que faz. É disso que se constitui um mestre: de amor pelo que se propõe a fazer.


Vanessa é educadora. Não sabe se já fez alguma diferença na vida de alguém, mas procura, da melhor maneira possível, seguir exemplos bons de mestres que passaram em sua vida. Dedica esse texto à sua mãe, também educadora, também mestre.

11 comentários:

Julia disse...

Você tm alguma duvida de que faz a diferença??
Dentre esses professores que faz diferença,com certeza vc,pra mim,faz total diferença!!
Uma professora que se preocupa com o aluno..vc marcou essa etapa da minha vida,de um jeito que nem eu sei!!!
Amanha é seu dia,e gostaria de aproveitar a oportunidade para te dar os parabens e te dizer que vc é uma professora que adoro, que vc tenha muita paciencia com seus alunos,principalmente se for igual eu,que tenha inteligencia,isso vc tem de sobra podia ate doar pra mim ne???rs.Entao é isso Vanessa...SEJA feliz..
E não s esqueça nunca que te adoro!!!!BOA SORTE!!!!

Angel disse...

Admiro profundamente os mestres. E encontrei alguns pelo meu caminho.Extremamente especiais. Acho que uma de minhas frustrações é não ter paciência para ser um deles. Também tive um professor de literatura fantástico, Sérgio (Antônio Sérgio Bueno) no Estadual Central. Foi um grande incentivador, que vou admirar sempre. Hoje convivo com duas pérolas, Paulo Roberto (Matemática) e Marcos Lins (Inglês). Sou encantada pelos dois, são verdadeiros mestres.
Que Deus te ilumine nesse caminho tão belo que é o de modificar a mente a vida das pessoas. Parabéns!
Beijos!

Paula disse...

Sem dúvida, Vanessa, os professores fazem toda a diferença em nossas vidas. São o nosso primeiro passo rumo à socialização e podem nos fazer amar e odiar, impressionante! E isto, independente da idade!
Eu, por exemplo, tenho arrepios ao pensar em Eletromagnetismo, em função do terror que foram as aulas; em compensação, faz pouco mais de dois meses que comecei a estudar francês (a contragosto), e hoje me vejo apaixonada pelo idioma! Você sabe o porquê disso: o professor, ou mestre, faz toda a diferença em nossa vida!
Beijos.

Tania disse...

Seu texto foi fantástico. Sou de uma família de professoras, embora não esteja atuante. Minha avó foi professora, e minha mãe também é! Sou casada com um professor, e estava pensando nesta data tão especial todos esses dias. Seu texto é um verdadeiro presente!
Ah, e a Vera Casanova eu conheci e a admiro muito também! Parabéns, professora!!!

Gisele Lins disse...

Que lindo texto, Vanessa... Eu já sonhei em ser professora, mas a vida me levou por outros caminhos (quem sabe eu não volto a ter este sonho um dia?). Eu tive poucos mestres fantásticos, mas eles realmente marcaram presença na minha vida e foram responsáveis por muitas coisas boas que a educação me deu. Imagino que você seja uma destas para os seus alunos. Que Deus abençoe seu caminho como mestre!
Um abração!

Sisa disse...

Bom, Vanessa... Eu também tive excelentes Mestres, começando pela que me alfabetizou (e eu a parei na rua no dia que matriculei no doutorado pra agradecer, rs) até atualmente minha orientadora no doutorado. Mas sem querer citar nomes (mas pra bom entendedor, meia palavra basta), uma das pessoas citadas por você quase enterrou minha vocação científica... Mas essa história quem sabe eu te conte por mail, já que não quero expor ninguém, rs...

JHOW JHOW disse...

AH VANESSA, QUE LINDO O TEXTO...
.
É VERDADE QUE MUITOS EDUCADORES PASSAM POR NOSSA VIDA COM MUITO CARINHO, JÁ OUTROS, É COMO SE NEM EXISTISSEM.
.
E É CLARO TAMBÉM NEH VANESSA, QUE VC TAMBÉM DEIXA MARCAS EM NOSSAS VIDAS, PELO MENOS NA VIDA.
.
AND DO YOU KNOW WHY?
EVERTHING OF ENGLISH I KNOW, I LEARN WITH YOU; YOU CAN TEACH VERY WELL, YOU DO IT WITH LOVE, AND MORE, YOU ARE SO FRIENDLY.
.
ISSO SIM QUE É MARCAR A VIDA DE UMA PESSOA.
.
SEE YOU TEACHER...
JHOW JHOW.

vanandram disse...

Agradeço o carinho de todos! Beijos! Beijos!
See you, JHOW!

Eduardo disse...

Vanessa, como você sabe, estudei no Paraná, e agora depois de ler seu texto, me dei conta de uma coisa.Lá, tive vários professores de inglês, que talvez por esse motivo, gosto tanto dessa matéria.
Tive a tia Mary,o tio Edu,tia Angêla, a professora Sul-Africana (pena que esqueci o nome dela, mas o inglês dela é o mais perfeito que já ouvi, mais perfeito que de nativos americanos/britanicos),e a professora Alessandra.Todos davam aulas dinâmicas, tinham carinho, aceitavam os erros, e sempre, sempre tinham um sorriso por nossas tentativas.Bem, eles pra mim, são mestres.Aqui em Nova Lima, sempre lembrei de meus professores, e quando voltei, sempre tentei valorizar todos os professores.Rodrigo,com seu jeito alegre e descontraido de nos ensinar ; Karine com sua forma de ensinar, tentando facilitar ao máximo o assunto ; Virgínia, com toda sua dinâmica ; Silvaninha, com seu carinho por todos ; Rosane e sua alegria, carinho e dedicação ; Enfim, todos os professores que me ensinam aqui, onde nasci, e onde tenho orgulho de falar : Sou Mineiro, sou Nova Limense.Pra mim, todos os professores do C.E.S.T.A são especiais,porque nos tratam de maneira especial, todos para mim são mestres (e não é exagero nao, se alguem ainda pensar nisso).Mas, se você achou que ia se livrar de mim, você está enganada Vanessa.
Você faz com que todos se divirtam, aprendam, entendam,discutam, enfim, gostem de passar o final das manhãs de quinta-feira com suas aulas.Pena que alguns alunos nao retribuam seu carinho, pelo que percebo.
Quero agradecer (atrasado)
não só a você, mas a todos os meus professores.

vanandram disse...

Ah, Eduardo, que gracinha o seu comentário! Fico muito feliz e sei que os demais professores também! Quanto a alguns alunos que falam, brincam, falam bobagens... eu até acho graça! Sei lá, acho que faz parte também, sabe?!
Bj grande!

Rosi disse...

Acabo de me inscrever no curso de pedagogia e dar o primeiro passo para o meu sonho que é me tornar mestre.
Linda palavras, parabéns a você. Professor é para todo o dia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...