domingo, 9 de dezembro de 2007

O Natal nunca mais será o mesmo...

Eu tinha o maior orgulho da minha família. Tinha do verbo não tenho mais. Os Natais na casa da minha avó eram tão especiais!!! Não me refiro só à minha infância, mas nos outros anos também. Tinham brincadeiras tradicionais, como o velho conhecido “ Amigo Oculto” mas tinha também o “ Inimigo Oculto”. Não era um simples inimigo oculto: todos os familiares se observavam durante o decorrer do ano e ao menor deslize... Podia esperar o inimigo oculto no dia 25 de dezembro, relembrando o fato ocorrido e oferecendo um produto “revolucionário”! E a carta? A melhor parte: “ Caro inimigo oculto... ou Prezado inimigo oculto..”

Teve um ano que meu pai propôs um prêmio ao melhor inimigo tecnológico! Foi uma graça, isso porque ele tinha preparado pro meu irmão mais velho um super despertador contra o baixo astral, que vinha até com manual de instruções! Com manual de instruções também vinha a mulher ( uma manequim chiquerésima) que meu irmão (do meio) ganhou de inimigo oculto, no auge dos seus 14 anos, quando não arranjava namorada de jeito nenhum, por mais que procurasse..

Confesso que nunca fui muito inspirada para preparar meus inimigos ocultos, mas já ganhei vários interessantes! O melhor, na minha opinião, foi a “Boquinha nervosa” ! Era um sorriso de papel que eu colocava na boca, de forma a manter o sorriso sem comer nada, mantendo a forma! :)

Enfim, os anos se passarm, as pessoas da minha família se tornaram menos tolerantes. Agora tá todo mundo de mau um com o outro. Não existe mais aquela expectativa para o Natal, não existe nem mais a troca de papeizinhos nomeados. Este ano não teremos nem mais “ Amigo Oculto”. ( O “inimigo já acabou faz tempo...)


“Fabiana assistia com saudade as fitas de Natal e relembrava com alegria os inimigos ocultos. Sente saudade dos bons momentos e sente tristeza de ver a família se desunindo a olhos vistos...”



5 comentários:

Rharry Belloti disse...

Acho incrível como vivemos de relembrar não é?? Parece que "antigamente" tudo era melhor, até mesmo pra mim, meu antigamente ainda é muito recente pois tenho 15 anos ainda...mas, certas coisas já foram bem melhores mesmo. Agora até tem coisas boas, mas é triste saber que as coisas boas (pelo menos na minha vida) não se acumulam...vem umas e outras vão!
Beijo.

Luciana Carvalho disse...

Na minha família tbém os Natais de antigamente eram bem melhores, havia mais união.
Bjs

Paula disse...

Oi, Fafá!
Família é assim mesmo, às vezes briga, depois faz as pazes... Espero que sua família volte a viver feliz, como antes!
A minha é pequena, sabe? Nunca teve Natal enorme, cheio de gente, e ainda assim dá rolo também rsrs. Acho que isso é família.
beijos.

Angel disse...

Minha família não é tão unida para Natais. São um tanto chocos.

Será que se vocês reunissem um pedaço da família o outro não se animaria a aparecer, mesmo que esse resultado apareça ao longo de uns 2 ou 3 Natais!?

De qualquer forma, faça o seu Natal feliz!

Beijos!

Bel Méo disse...

Qdo eu era pequena os Natais eram bem mais legais q hj tb. Parece q a gente cresce e vê com outros olhos a harmônica 'reunião de família'... Mas vou na da Angel, pq VC ñ tenta salvar o seu Natal e o de sua família? Saca aquele lance 'se vc quer algo bem feito, faça vc mesmo' e ano q vem proponha a volta do amigo secreto, ñ custa tentar, né? Feliz Natal!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...